Carro e objetos usados na explosão do caixa eletrônico em Batayporã, são apreendidos

Da Redação


Após uma quadrilha render funcionários do frigorífico Minerva e estourar o caixa eletrônico do Banco Bradesco instalado dentro do frigorífico, na rodovia MS 134, altura do km 8, em Batayporã e levarem cerca de R$ 100 mil reais, no início da madrugada desta sexta (2), três indivíduos foram presos durante uma fiscalização de rotina na rodovia Raposa Tavares, em Presidente Epitácio (SP), por volta das 4h30, com o dinheiro supostamente do banco, nas laterais das portas do veículo GM/Corsa Sedan, com placas DBE-0078 de Indaiatuba (SP).

>>Leia também
Quadrilha estoura caixa eletrônico de frigorífico em Batayporã; trio suspeito é preso em SP

No início, os criminosos disseram que retornavam de Campo Grande, onde negociavam a compra de um terreno, mas ao perceberem que não convenceram os policiais rodoviários, resolveram dizer que o dinheiro era proveniente de vários roubos praticados contra usuários de agências bancárias, conhecido como “saidinha de banco” no Estado de Mato Grosso do Sul.

Mesmo assim, os policiais desconfiaram da versão apresentada e, por fim, os bandidos confessaram que, na realidade, o dinheiro era resultado de uma explosão a um caixa eletrônico de Batayporã.

Enquanto recebiam voz de prisão em flagrante pelo crime de roubo, os criminosos chegaram a oferecer todo o montante aos policiais em troca da liberdade e acabaram sendo presos, também, por corrupção ativa. Bruno Souza Martins, Caíque Oliveira André e Vanderlei Cruz Pinto foram encaminhados à Cadeia Pública de Presidente Venceslau (SP).

Dinheiro foi recuperado pela Polícia Militar Rodoviária de Presidente Epitácio (SP) e estava com cheiro de explosivos - Foto: Jornal da Nova

Uma equipe composta pelo Delegado Titular de Batayporã e investigadores, foram até Epitácio ouvir e colher provas para autuar os criminosos por roubo e explosão em Batayporã, já que o crime foi cometido naquela cidade.

O Delegado Rafael de Souza carvalho e os investigadores trouxeram o veículo utilizado pelo bando, dinheiro danificado com cheiro característicos de explosivos, pedaços de plásticos, roupas sujas e molhadas utilizadas pelo grupo na hora da ação delituosa, entre outros pertences dos bandidos.

O Jornal da Nova apurou, que no local da explosão, os policiais apreenderam um pé de cabra, pedaços de plásticos iguais aos encontrados junto com o dinheiro em Epitácio, aproximadamente R$ 4.900 reais que ficaram espalhados e pedaços de dinheiro, cordas e fios utilizados para amarrar os funcionários, todo o material coletado irá passar pela perícia. “No início desta próxima semana, o flagrante realizado pela Delegacia de Presidente Epitácio (SP), chegará em nossas mãos, para darmos prosseguimentos na nossa linha de investigação”, frisa Dr. Rafael.

As investigações apontam que o trio possa ter mais de um indivíduo dando apoio logístico na ação contra o caixa eletrônico, ou seja, mais de quatro indivíduos dando apoio, como copiando os passos da polícia local e outro veículo ajudando na fuga do grupo. Nos próximos dias, o trio morador de Indaiatuba (SP) será recambiado para a Delegacia de Batayporã. A agência bancária levará na próxima semana o extrato com o valor real de quanto os bandidos levaram do caixa.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!