Pelo curso de História, Vicente Lichoti acompanha estudantes na Capital

Assessoria


Na última sexta feira, (04), o Vereador Vicente Lichoti acompanhou um grupo de estudantes na Capital, em manifestação pela permanência do curso de História no Campus da UFMS de Nova Andradina. Na oportunidade, o vereador acompanhou uma reunião extraordinária do COEG - Conselho de Ensino e Graduação da UFMS, que decidiu pela suspensão do curso de História em Nova Andradina e pela implantação do curso superior de Tecnologia em Gestão Financeira, noturno, com duração de dois anos.

O vereador argumentou aos conselheiros da UFMS a partir de uma série de pontos positivos do curso de História apresenta para a região do Vale do Ivinhema, como também para a própria Universidade Federal, pois trata-se de um curso com avaliação muito positiva no Enade/MEC, com reconhecimento do Ministério da Educação como o melhor curso de história de todo MS. Não bastassem todas essas alegações, o vereador conjecturou outras situações que dão viabilidade ao curso, como a alta procura pelo SISU e a baixa evasão averiguada em 2011, dando conta da forte consolidação do curso. Mesmo assim, em votação apertada, 10 a 7, o COEG aprovou a suspensão de oferta de vagas para o curso. Na terça-feira, 8, o COUN - Conselho Universitário definirá se acata ou não as deliberações do COEG.

MPF

No período da tarde, o vereador petista acompanhou cerca de 25 estudantes na Procuradoria da República em MS, e em audiência com o Procurador no Estado o Dr. Felipe Fritz Braga, pontuou juntamente com os estudantes, o processo de instalação do curso, bem como, a suspensão das vagas do curso em Nova Andradina, que conforme a opinião do Vereador e dos estudantes vem sendo feita de forma atabalhoada. Os estudantes receberam do Procurador o compromisso de averiguar as reivindicações e tomar as medidas cabíveis em benefício da continuidade do curso, caso sejam concretas as reivindicações estudantis.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!