Polícia Civil detém trio acusado de incendiar micro ônibus em Taquarussu

Da Redação


Em menos de duas horas de investigações, a Polícia Civil de Taquarussu esclareceu e deteve três pessoas acusadas de furtar e incendiar o micro ônibus da prefeitura municipal daquele município, que aconteceu na madrugada deste domingo (18), o veículo foi encontrado em uma estrada vicinal na zona rural, no bairro Recanto, incendiado.

>>Leia também
Ônibus da prefeitura de Taquarussu é incendiado

O Jornal da Nova apurou que Juliano Rodrigues Aquino de 19 anos, natural e morador de Naviraí, Juliano Alves Pereira de 22 anos, natural de Batayporã e uma adolescente de 15 anos, natural de Batayporã, são acusados de furtarem e incendiar o veículo.

Para a reportagem o trio disse que a ideia de pegar e incendiar o micro ônibus foi Juliano Aquino, que é namorado da adolescente, todos foram detidos em Taquarussu por policiais civis. 

O veículo foi encontrado por populares atravessado na estrada que liga Taquarussu ao bairro Recanto - Foto: Jornal da Nova

Juliano Pereira que é tio da adolescente, conta que todos estavam sob efeito de bebida alcoólica quando realizaram o crime, antes de furtarem, eles estavam em outro ônibus consumindo um litro de uísque, onde deixaram a garrafa que foi encontrada por um funcionário da prefeitura.

Litro de uísque foi encontrado dentro de outro ônibus no pátio da prefeitura - Foto: Jornal da Nova

Através do litro, os policiais iniciaram as investigações e chegou até o trio. Para a polícia, eles disseram que pegaram o veículo, pois Juliano Aquino, por ser de Naviraí, não conhecia a região e saíram rumo ao bairro Recanto.

A polícia apurou, que a todo tempo eles trafegavam com o veículo com o freio de mão puxado, quando apresentou problemas nas proximidades da fazenda Campo Verde, então desceram do micro ônibus e Juliano Aquino, vulgo Paraguai, ateou fogo. Indagado do porque fez tal atitude, o mesmo respondeu porque quis.

Segundo o delegado titular de Taquarussu, Dr. Luiz Quirino, os acusados serão autuados em flagrante por furto qualificado e incêndio, os três não tem passagens pela polícia, a jovem será liberada conforme o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

A prefeitura municipal de Taquarussu, irá abrir uma sindicância para apurar os fatos internamente, pois havia um guarda no local, na hora da ação criminosa.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!