Câmara pede intervenção da Procuradoria da República para permanência do curso de História

Elaine Paes


Em sessão ordinária da Câmara nesta segunda-feira (07), os vereadores apresentaram indicação parlamentar solicitando que o Procurador Regional dos Direitos do Cidadão, da Procuradoria da República no Mato Grosso do Sul, Dr. Felipe Fritz Braga, intervenha pela permanência e oferta de vagas do curso de História da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Segundo os vereadores, o curso de História representa um importante instrumento de construção intelectual e para a vida cultural da Região Vale do Ivinhema, que compõe os municípios de Ivinhema, Batayporã, Taquarussu, Angélica, Anaurilândia, Deodápolis, Novo Horizonte do Sul, Nova Andradina, bem como regiões dos estados do Paraná e São Paulo.

“O fortalecimento da pesquisa, da reflexão da prática docente, sobretudo a demanda local, também são condicionantes para a permanência do curso de história”, trata um trecho do documento.

Os vereadores também mencionam que o curso de História é o melhor avaliado pelo Ministério da Educação, com nota 4 no Enade 2010.

A aprovação da matéria foi aplaudida pelos acadêmicos que acompanhavam a sessão na Câmara.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!