Campus Nova Andradina do IFMS promove atividade sobre o Dia da Consciência Negra

IFMS


O Campus Nova Andradina do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) realizou na terça-feira (14), uma atividade em alusão ao Dia da Consciência Negra, comemorado na próxima segunda-feira (20). 

Promovido na Câmara Municipal, o evento teve uma palestra com o tema “População negra: perspectivas e desafios atuais”, ministrada por Romilda Pizani, representante estadual da Coordenação Nacional de Entidades Negras (Conen) e membro da diretoria do grupo Trabalho e Estudo Zumbi (TEZ).

A atividade também contou com a apresentação do projeto “Negro é lindo”, desenvolvido na Escola Estadual Marechal Rondon, de Nova Andradina, e uma exibição do grupo de dança Expressão do Corpo. 

Em sua fala, Romilda destacou temas como o histórico das políticas públicas para a população negra, o papel dos meios de comunicação como difusores do racismo, a sub-representação dos negros em cargos de poder, a importância das políticas afirmativas, a valorização da cultura afro-brasileira e o racismo estrutural presente na sociedade brasileira.

“Ainda continuamos discutindo nos dias de hoje o racismo, o preconceito e a discriminação, algo que deveria ter sido superado há muito tempo atrás”, comentou. 

Ensino 

A palestrante também abordou o funcionamento da Lei 10.639/2003, que altera a Lei de Diretrizes e Base da Educação, e estabelece as diretrizes e bases da educação nacional para inclusão da História e Cultura Afro-Brasileira nos currículos escolares. 

“Avançamos bastante na área da educação nos últimos 12 anos. Mas ainda há muito para melhorar e isso passa, sem dúvida nenhuma, pelo respeito ao outro, à diferença”, chamou a atenção. 

Ela destacou ainda a importância do debate junto à comunidade escolar. “É um espaço que temos para apresentar informações para o dia a dia, sendo importante para que formemos um novo pensamento. Nossos adolescentes e jovens precisam ser sensibilizados da luta contra o racismo e se tornarem protagonistas”, afirmou. 

O presidente do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabi) do Campus Nova Andradina, Jonatam Rodrigues, explica que o evento faz parte das ações do núcleo, formado por servidores da unidade. 

“Procuramos problematizar a construção da identidade negra, bem como as adversidades cotidianas enfrentadas pelo grupo. Neste sentido, o Dia da Consciência Negra visa provocar uma reflexão acerca da condição da população negra e suas perspectivas na sociedade brasileira”, destacou. 

O evento foi realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social de Nova Andradina.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!