Ocorrências de lesão corporal e violência doméstica foram registradas nas últimas horas

Luis Gustavo, Da Redação


Três registros policiais de violência doméstica, lesão corporal dolosa e veicular, foram realizados nesta segunda-feira (1), na Delegacia de Polícia Civil de Nova Andradina.

Segundo uma mulher 25 anos, ela estava com seu companheiro, de 22 anos, durante a madrugada na Praça das Águas, trabalhando com um pula pula e uma pipoqueira e, em dado momento, o jovem saiu com os amigos para "tomar cerveja", retornando por volta de 40 minutos, e ela havia ficado sozinha atendendo as pessoas, contudo, entre 3h e 4h se iniciou uma discussão entre ambos por motivo de ciúmes e o autor passou a agredir verbalmente a vítima, bem como ameaçando bater nela.

Por volta das 17h, a vítima tinha ido até a residência de uma amiga, quando o autor chegou ao local e deu um soco em sua testa, acima do supercílio esquerdo, ocasionando uma lesão, (corte).

A mulher foi socorrida pelo Samu 192 até o Hospital Regional para cuidados médicos, onde foi dado pontos na lesão e medicada. Mesmo no momento em que estava sendo atendida pela equipe de socorristas, o autor insistia em agredi-la, e de acordo com ela, já foi agredida outras vezes pelo rapaz e dessa vez quer representar criminalmente contra ele. Fato registrado como lesão corporal dolosa (violência doméstica).

Lesão corporal dolosa

Por volta das 21h30, numa discussão familiar, um homem de 26 anos, agrediu outro homem de 48 anos, em uma residência na rua Arthur da Costa e Silva, próximo da Igreja do bairro São Vicente de Paulo. O autor relatou aos policiais que após uma discussão o mesmo agrediu a vítima com uma cadeira, ocasionando lesões pelo seu corpo e um corte na cabeça. A vítima foi orientada a procurar o Hospital Regional para ser medicada, pois apresentava dores na cabeça. Tanto autor, como a vítima, foram conduzidos a Delegacia. 

Lesão corporal culposa na direção de veículo automotor

Um homem de 37 anos relatou a polícia que trafegava pela rua José Gomes da Rocha e ao passar em frente de uma conveniência, o condutor de um veículo GM/S-10, repentinamente abriu a porta do lado do motorista, e a vítima colidiu na porta da caminhonete.

O condutor da S-10, pessoa desconhecida para a vítima, ficou nervoso, se alterou dizendo para não ligar para a polícia, porque o mesmo não poderia "passar pelo bafômetro" e, em seguida desferiu um soco no rosto da vítima, que desmaiou, vindo a cair no solo e ocasionando lesões em seu braço e mão esquerda, além de um pequeno corte em sua cabeça.

A vítima se dirigiu ao Hospital Regional, onde foi medicada, mas não conseguiu anotar a placa do veículo. No momento em que a vítima caiu ao solo também danificou seu aparelho de telefone celular.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!