Autor de assassinato disse que era ameaçado por mecânico

Suspeito se entregou com advogado após deixar moto utilizada no crime próxima do local

Luis Gustavo, Da Redação


Douglas de Oliveira Pereira de 19 anos se apresentou na manhã desta quinta-feira (1), no 1º Distrito Policial de Dourados e confessou ser o autor dos disparos que resultaram na morte do mecânico Yuri Nunes da Silva de 22 anos, na noite desta quarta-feira (28).

Leia também

>> Em Dourados, mecânico de moto é morto com dois tiros

 

Conforme o "Dourados News", o autor chegou ao local acompanhado do advogado, entregou o revólver calibre 38 usado no crime, que apresentava numeração raspada. 

Em seu depoimento, Douglas alegou ter recebido várias ameaças de Yuri nos últimos dias e relatou inclusive uma agressão física sofrida por ele recentemente. 

Na noite de ontem, segundo o jovem, ao encontrar Yuri na conveniência, suspeitou que ele estaria armado, então realizou os disparos que levou a morte. 

A dupla de criminosos saiu numa moto Yamaha/Lander, acabaram colidindo o ciclomotor e caindo próximo ao local e depois fugiram a pé.

PMs encontraram a Lander abandonada próximo a uma escola no Jardim Universitário, mesma região onde ocorreu o crime – Foto: Osvaldo Duarte

Investigações realizadas por policiais civis do SIG (Setor de Investigações Gerais), identificaram o autor do homicídio e realizaram cerco na região onde o rapaz estaria escondido, porém, ele acabou se apresentando posteriormente com o advogado e foi autuado em flagrante pelo homicídio logo após o depoimento. 

O comparsa dele, identificado como Jonathan Abner de 18 anos, encontra-se foragido. 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!