Empresa agrícola de Ivinhema é autuada por disposição e armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos

Os responsáveis também poderão responder por crime ambiental

Da Redação


Durante fiscalização ambiental em uma fazenda no município de Ivinhema, policiais da PMA (Polícia Militar Ambiental) de Batayporã localizaram nesta quinta-feira (1), embalagens de agrotóxicos que eram dispostas e armazenadas de forma irregular.

Segundo a PMA, as embalagens de agrotóxicos constituídas de tambores plásticos e sacolas estavam parte dentro de um barracão. Outra parte estava em oito grandes sacolas a céu aberto e várias embalagens de produto estrangeiro, proibido no Brasil, fora queimada, tudo com riscos de contaminação do solo, pessoas e animais.

No local também não havia rótulos de risco, bem como livre acesso de pessoas e animais ao local onde estava o produto perigoso. A destinação das embalagens dos produtos perigosos contrariava as normas técnicas e a legislação ambiental, bem como a bula dos próprios produtos.

Uma empresa arrendatária da fazenda com domicílio jurídico em Ivinhema foi notificada a tomar as providências para a destinação adequada dos produtos e resíduos perigosos, conforme determina a legislação. A PMA também confeccionou um auto de infração administrativo e arbitrou multa de R$ 15 mil contra a empresa.

Os responsáveis também poderão responder por crime ambiental.  

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!