• Paraíso17

Fazendeiro é multado por exploração de madeira em área protegida de mata ciliar

Da Redação / Imagens: PMA/Divulgação
12/01/2020 10h00

Policiais Militares Ambientais de Miranda receberam denúncias de exploração de madeira em área de matas ciliares de um córrego, no município de Bodoquena. A equipe foi ao local na tarde de sexta-feira (10), uma fazenda localizada a 10 km daquela cidade e verificou que havia a derrubada de árvores nas matas ciliares APP (Área de Preservação Permanente) de um córrego que corta a propriedade, com uso de uma motosserra, para a qual também não havia documentação ambiental LPU (Licença de Porte e Uso).

 

A madeira retirada da área protegida estava sendo desdobrada em estacas para cerca e vigas, que mediram 3,5m³ e foram apreendidas, juntamente com a motosserra ilegal utilizada no crime. O funcionário da fazenda afirmou que estava cortando apenas toras de madeira seca, porém, os Policiais verificaram a derrubada de árvores vitalizadas no local e perceberam que a exploração seria continuada, caso a fiscalização não localizasse o crime. Mesmo se fosse madeira seca, haveria a necessidade de licença ambiental. As atividades foram interditadas.

 

O infrator, de 48 anos, proprietário da fazenda, residente em Miranda, responderá pelo crime de degradação de Área de Preservação Permanente, com pena de um a três anos de detenção e por crime ambiental de uso de motosserra sem licença, com pena de três meses a um ano de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 7,5 mil pelas infrações.



Comunicar erro




VEJA MAIS