• Paraíso17

Campanha de vacinação contra sarampo tem dia D no sábado (15)

Primeira etapa de imunização começou nesta segunda (10) e vai até 13 de março. Prioridade é para quem tem de 5 a 19 anos
Cogecom / Imagens: PMNA/Divulgação
13/02/2020 18h00

O Ministério da Saúde lançou, na segunda-feira (10), a nova Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Na primeira etapa, que vai até o dia 13 de março, a prioridade são as crianças e jovens entre 5 anos e 19 anos.

 

Além da proteção contra o sarampo, a secretaria pretende atualizar a carteirinha de vacinação. Para facilitar o acesso, está marcado para o próximo sábado (15) o Dia D de vacinação. Em Nova Andradina, a vacinação ocorrerá na ESF Centro, ESF Morada do Sol e ESF Distrito Nova Casa Verde.

 

Com o conceito "Mais proteção para a sua família", a campanha visa sensibilizar pais e responsáveis sobre os riscos de não vacinar os filhos.

 

Etapas da campanha

Com o objetivo de interromper a transmissão do sarampo, eliminar a circulação do vírus e garantir cobertura vacinal, o Ministério da Saúde traçou uma estratégia nacional. As duas primeiras etapas já ocorreram em 2019, para crianças de seis meses até cinco anos de idade, e para a população de 20 a 29 anos.

 

Neste ano, serão três etapas

De 10 de fevereiro até 13 de março: público de 5 a 19 anos;

Entre junho e agosto: reforço para o público de 20 a 29 anos;

Em agosto: público de 30 a 59 anos de idade.

 

Sarampo: Brasil ocupa o 3º lugar em número de casos no mundo entre 2017 e 2018, segundo Unicef

O sarampo é transmitido pelo ar e infecta o trato respiratório, podendo matar crianças malnutridas e bebês que ainda são muito novos para serem vacinados. Uma vez infectado, não há um tratamento específico, por isso a importância da vacinação.

 

A doença é muito contagiosa, mais do que ebola, tuberculose e influenza. O vírus pode ser contraído por alguém até duas horas depois de a pessoa infectada ter saído do local.

 

Os principais sintomas são: Febre alta com manchas vermelhas no corpo (normalmente as manchas começam atrás do pescoço e atrás da orelha, depois aparecem no rosto e vão descendo para braços, tronco e pernas), tosse, coriza e conjuntivite. Eles podem ser confundidos com outras doenças, como a dengue. Por isso, é importante procurar imediatamente um serviço de saúde.



Comunicar erro




VEJA MAIS