• Paraíso17

Após reportagem, Prefeitura tira da gaveta procedimento contra servidora acusada de faltar 42 dias no serviço

Mulher foi flagrada com contrabando e descaminho em abordagem da PRF na região de Dourados
Da Redação / Imagens: Reprodução/Discovery Channel
22/05/2020 10h00

Com a reportagem do programa “Operação Fronteira – América do Sul”, exibido no último sábado (16) pelo Discovery Channel, a Prefeitura de Nova Andradina desengavetou o Procedimento Administrativo Disciplinar instaurado contra a servidora Cícera Aparecida Santiago.

 

Ela aparece no programa durante uma abordagem da PRF, no trevo de Laguna Caarapã, região de Dourados, carregando pacotes de cigarro e roupas, que segundo ela, foram adquiridos no Paraguai. Questionada pelo repórter, ela disse que adquiriu os produtos para custear um tratamento de saúde e chegou a implorar para que a mercadoria não fosse tomada dela.

 

Leia também

|Mulher de Nova Andradina passa no programa ''Operação Fronteira América do Sul''

 

“Eu faço tratamento de saúde, vou vender para pagar um cheque meu que vai cair na conta, eu ganho R$ 1,6 mil, vou ganhar R$ 400 em cima para pagar um cheque de R$ 1,8 mil. Vocês estão com seus serviços, eu estou com o meu, mas estou errada. Não toma de mim, não, moço”, disse durante a gravação do programa.

 

Cícera, que é servidora da secretaria de saúde, é acusada de faltar 42 dias no serviço. No Procedimento Administrativo aberto pela Prefeitura no ano passado, consta que não há registro de justificativa das faltas.

 

O documento traz ainda, a legislação pertinente ao caso, que trata sobre o abandono de cargo e ressalta a obrigatoriedade de servidores atuarem com assiduidade e pontualidade, observadas as normas legais e regulamentares da Lei Complementar 42/2002 que dispõe sobre o Regime Jurídico dos servidores públicos da administração direta, das autarquias e fundações públicas do Município de Nova Andradina.



Comunicar erro




VEJA MAIS