Polícia Ambiental autua pecuarista em R$ 36,6 mil por desmatamento ilegal

Da Redação / Imagens: PMA/Divulgação
13/01/2021 11h00

Policiais da PMA (Polícia Militar Ambiental) de Coxim autuaram na tarde de ontem (12), um pecuarista por desmatamento ilegal de áreas protegidas por lei e exploração ilegal de madeira. A PMA localizou a infração em três áreas de diferentes características, em uma fazenda localizada na área rural do município, a 16 km da cidade. Os crimes estavam sendo cometidos com uso de uma máquina de esteira que foi apreendida.

 

Uma parcela da vegetação foi desmatada à margem do rio Taquari, a 55 metros, onde deveriam ser preservados 100 metros. Três hectares da desvetação foram dentro de uma área brejosa declarada no CAR (Cadastro Ambiental Rural) como APP (Área de Preservação Permanente). Mais um hectare foi desmatado em área sem proteção especial por lei, que poderia ser desmatada, porém, não havia a devida licenciamento ambiental.

 

Ainda foram localizadas 52 árvores derrubadas de diversas espécies para exploração da madeira, também sem autorização ambiental. As atividades foram paralisadas. O infrator, de 40 anos, residente em Coxim, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 36,6 mil. O pecuarista também responderá por crime ambiental e, se condenado, poderá pegar pena de um a três a anos de detenção.

 

O fazendeiro também foi notificado a apresentar Prada (Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada), junto ao órgão ambiental. 



Comunicar erro




VEJA MAIS