Fortemente armados, bandidos cercam e roubam malotes de funcionários de shopping na fronteira

Carro usado em assalto é encontrado em chamas no lado brasileiro
Da Redação / Imagens: Divulgação
10/05/2021 13h20
Veículo blindado era ocupado por funcionários do Shopping China / Imagens: Divulgação

Um SUV blindado, pertencente ao Shopping China, foi parado a tiros de pistola por assaltantes nesta segunda-feira (10) em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã.

 

O veículo levava dinheiro e tinha acabado de sair da loja de importados, a maior da fronteira do Paraguai com Mato Grosso do Sul. O valor oficial ainda não foi revelado, mas há informações de que pode chegar a R$ 160 mil.

 

Segundo a polícia paraguaia, funcionários da empresa tinham acabado de sair do shopping levando dinheiro, possivelmente para depositar em agência bancária. O assalto ocorreu na Avenida Doutor Francia, a 500 metros da loja.

 

Armados com pistolas, os assaltantes fecharam o SUV com um Chevrolet/Corsa e abriram fogo, obrigando o motorista a parar no meio da rua. Os policiais paraguaios suspeitam que os próprios funcionários entregaram o dinheiro, pois as portas do blindado só podem ser abertas por dentro.

 

Os funcionários informaram a Polícia Nacional que os assaltantes falavam em português, indicando que são de nacionalidade brasileira. A linha internacional entre as duas cidades é base de facções criminosas, principalmente do PCC (Primeiro Comando da Capital).

 

Carro em chamas

Veículo queimado tem placas de Presidente Epitácio (SP) – Foto: Divulgação

O Corsa Sedan usado no assalto foi encontrado em chamas no rodoanel de Ponta Porã. Com a primeira parte pavimentada e outra ainda de terra, a estrada foi projetada para desviar o tráfego pesado do centro e nos últimos anos se tornou ponto de desova de cadáveres.

 

Localizado por policiais militares, o carro foi deixado pelos assaltantes a pelo menos 5 quilômetros do local do roubo.

 

Segundo a GCMFron (Guarda Civil Municipal Fronteira), o veículo ainda queimava quando os policiais chegaram ao local. O Corpo de Bombeiros Militar foi chamado para apagar o incêndio, mas as chamas destruíram o carro por completo.

 

A estratégia de queimar veículos usados em assalto e execuções é costumeiramente adotada pelas quadrilhas que atuam na fronteira como forma de eliminar qualquer pista.

 

O fato de o carro ter sido abandonado na saída para Dourados reforça a suspeita de que o assalto foi praticado por brasileiros. Com informações do Campo Grande News

Placa do veículo encontrado em chamas na fronteira - Foto: Divulgação



Comunicar erro




VEJA MAIS