Butantan interromperá produção de vacina por atraso em entrega de insumos

Os insumos para a produção da Coronavac acabam nesta sexta-feira (14); Fiocruz também informou que paralisará sua produção pelo mesmo motivo
CNN Brasil / Imagens: Arquivo/Governo de SP
14/05/2021 08h05

O Instituto Butantan interromperá a produção da vacina contra a Covid-19 nesta sexta-feira (14) após atraso na entrega do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), insumo fundamental para produção dos imunizantes. 

 

Nesta sexta, o Butantan entrega mais 1,1 milhão de doses da Coronavac, que já será parte do segundo contrato com o Ministério da Saúde, de mais 54 milhões de doses. Após isso, até o momento, não há novas previsões de entrega.

 

Dez mil litros do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) já estão prontos e separados na China para envio ao Brasil, o que possibilitaria a retomada da produção, mas o país asiático ainda não liberou o embarque desses insumos.

 

Nesta semana, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) atribuiu o atraso na chegada dos insumos a "entraves diplomáticos". 

 

Fiocruz também paralisará produção por falta de insumos

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou nesta quinta-feira (13) que interromperá por alguns dias, na próxima semana, a produção da vacina contra Covid-19 até a chegada de uma nova remessa de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), no sábado (22).

 

A Fiocruz não informou se essa interrupção causará algum impacto nas próximas entregas das doses do imunizante ao Programa Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, mas disse que, a princípio, o cronograma de entregas permanece semanal – sempre às sextas-feiras.

 

Nesta sexta (14), a Fiocruz entrega mais 4,1 milhões de doses da vacina ao PNI, totalizando 34,3 milhões de doses disponibilizadas ao Ministério da Saúde.



Comunicar erro




VEJA MAIS