Prosseguir impõe medidas mais rígidas contra a pandemia

As mudanças levam em consideração a superlotação nos hospitais
Paulo Fernandes, Subcom / Imagens: Reprodução/Pixabay
11/06/2021 10h03

A partir deste domingo (13), até o próximo dia 24 de junho, está em vigor a nova classificação do mapa de risco para infecções por covid-19 nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul – o Prosseguir.

 

As mudanças levam em consideração a superlotação nos hospitais, que registram taxa de ocupação global de leitos de UTI/SUS acima dos 90% nas quatro macrorregiões de saúde do Estado (Campo Grande, Dourados, Corumbá e Três Lagoas).

 

De acordo com a nova situação epidemiológica 7 cidades estão classificadas na bandeira laranja, de grau de risco médio, 29 foram colocadas na bandeira vermelha, de risco alto e 43 subiram para a bandeira cinza, que é o grau de risco extremo.

 

Também foram alteradas as classificações das atividades e dos serviços, por faixa de risco, considerados essenciais, não essenciais de baixo risco, não essenciais de médio risco, não essenciais de alto risco e não recomendados.

 

Nos municípios com a bandeira cinza, por exemplo, podem funcionar apenas as atividades essenciais; nas cidades com bandeira vermelha está permitido o funcionamento de atividades essenciais e não essenciais de baixo risco.

 

Onde vigorar a bandeira laranja, podem funcionar atividades essenciais e não essenciais de baixo e médio risco; e os municípios classificados na bandeira Amarela ficará permitido o funcionamento de atividades essenciais e não essenciais de baixo, médio e alto risco.

 

Com as novas regras, o programa, que antes recomendava, agora determina.

 

Confira a decisão de adiar o início da reclassificação da situação epidemiológica na página 15 do Diário Oficial do Estado. 



Comunicar erro




VEJA MAIS