Proprietários rurais são multados em R$ 30 mil por degradação de mata em Itaporã

Eles também responderão por crime ambiental, que prevê pena de um a três anos de detenção
Luis Gustavo, Da Redação / Imagens: PMA/Divulgação
11/06/2021 16h00
Local degradado / Imagens: PMA/Divulgação

Durante visita às propriedades rurais para orientação preventiva aos incêndios na "Operação Prolepse”, policias da PMA (Polícia Militar Ambiental) ontem (10), identificaram crimes ambientais de degradação de matas ciliares e nascente do rio Brilhante, em um loteamento no município de Itaporã.

 

Três infratores, todos moradores de Itaporã, suprimiram um total de 780 metros quadrados da APP (Área de Preservação Permanente) para construção particular de estrada até o a margem do rio Brilhante. Eles ainda realizaram o represamento de uma nascente (área protegida) e construíram casas em alvenaria e em contêiner sem autorização do órgão ambiental competente.

 

As atividades foram paralisadas no local das infrações e os proprietários foram autuados administrativamente e multados em R$ 10 mil cada um. Eles também responderão por crime ambiental, que prevê pena de um a três anos de detenção.



Comunicar erro




VEJA MAIS