Entenda os benefícios do suplemento alimentar para hipertrofia

Glutamina é excelente em ajudar a manter hipertrofia muscular saudável, contanto que seja usada corretamente
Da Redação / Imagens: Reprodução/iStock
20/10/2021 09h00

A hipertrofia muscular – fazer com que os músculos se tornem maiores e mais definidos – é o objetivo de grande parte de quem faz exercícios físicos. Atualmente, existem suplementos que fazem que essa meta seja alcançada mais rapidamente, mas nenhum deles é melhor que a glutamina.

 

A glutamina é um aminoácido presente em nosso organismo em grandes quantidades, faz parte da produção de antioxidantes e ajuda na manutenção das funções das células de defesa do organismo, que acaba deixando o sistema imunológico mais forte.

 

Fora o fato de que ele ajuda a manter e acelerar a hipertrofia, o que acaba ajudando bastante na performance de quem realiza exercícios físicos, seja para este intuito, ou qualquer outro.

 

Apesar disto, depois de uma atividade física intensa, os níveis de glutamina tendem a diminuir, sendo recomendada a suplementação desta substância no organismo. Os fisiculturistas costumam se valer desta técnica para manter os músculos e prevenir infecções, principalmente em época de competições.

 

Além destas qualidades apresentadas, ajudar a evitar a perda de massa magra, melhorar o desempenho nos treinos e a recuperação muscular, ela ainda possui inúmeros benefícios para o corpo humano. Veja!

  • Melhora os sintomas de diabetes.
  • Ajuda no funcionamento do intestino.
  • Melhora o metabolismo e a desintoxicação celular.
  • Ajuda no combate ao consumo de álcool e açúcar.
  • Promove a desintoxicação corporal de nitrogênio e amônia.
  • Durante os estados de acidose, ajuda no balanceamento do ácido-básico.
  • Ajuda no tratamento contra a diarreia por equilibrar a produção de muco, gerando evacuações saudáveis.
  • Melhora a memória e a concentração por ser um neurotransmissor importante para o cérebro.
  • Ajuda em diversos tratamentos de lesões, queimaduras, câncer e cirurgias, pois ajuda a acelerar a cicatrização e evitar infecções.

 

A glutamina pode ser ingerida através de carnes, ovos, peixes, leguminosos e alguns vegetais, e, se quiser em maiores quantidades, existem também os suplementos nutricionais e as cápsulas em pó, que são facilmente encontrados em lojas de suplementos alimentares.

 

Porém ainda existem dúvidas acerca de como tomar glutamina corretamente. É importante sempre lembrar que o ideal é procurar orientação médica antes de tomar qualquer tipo de decisão.

 

O recomendado para atletas por dia, seja de L-glutamina ou de glutamina peptídeo, é de 10 g a 15 g, sendo repartidas em duas ou três doses, e de 20 g a 40 g, para demais situações. O consumo pode ser antes do treino com uma fruta, ou antes de dormir.

 

O consumo indevido, como mais de 40 g por dia, pode causar náuseas e dores abdominais, sendo necessária a orientação de um nutricionista para indicar a quantidade ideal de suplemento. Para pessoas diabéticas, é imprescindível a consulta ao médico para indicar a melhor forma de ingerir este aminoácido.



Comunicar erro




VEJA MAIS