Harry Potter um convite aos novos leitores

*Béto Laguna / Imagens: Arquivo pessoal
19/01/2022 14h18
Béto Laguna / Imagens: Arquivo pessoal

Dentre as inovações de um mundo cada vez mais tecnológico, uma série de livros tem feito muito sucesso entre os adolescentes, com personagens que se inserem em um mundo mágico. A série Harry Potter é o maior sucesso de vendas no Universo infanto-juvenil, o que tem potencializado o universo da leitura para esse público, que esgota as edições e espera avidamente por novas aventuras para se deleitar com o prazer de ler estes livros.

 

Apesar dessa recepção particular à obra, constata-se que o gosto pela leitura tem sido a maior dificuldade de professores e pedagogos, o prazer da leitura e o seu despertar é uma das maiores barreiras encontradas.

 

O baixo poder aquisitivo é uma das explicações para o pequeno volume de leitura do professorado. Em estudo de 2001, divulgado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), 41% dos docentes afirmaram ler ao menos um livro por mês, 34% deles eventualmente leem e 25% não responderam ou não costumam ler.

 

Este estudo tem por objetivo entender o que motiva os adolescentes a buscarem livros com heróis como Harry Potter, que convive em uma dualidade de mundos antagônicos, em que um é o real e o outro mágico e cheio de encantamento e imaginário. Isso na tentativa de compreender que tipo de herói este leitor adolescente busca para a construção da sua identidade, os leitores adolescentes encontram no herói Harry Potter seus próprios questionamentos e alterações, tanto físicas quanto emocionais, buscam valores de conduta e de autoconhecimento, permitindo assim uma aproximação com sua realidade.

 

O mágico, o maravilhoso faz parte do encantamento, das aspirações e desejos que os adolescentes tentam encontrar em sua realidade vivencial e não encontram.

 

O mundo bruxo tem objetos muito interessantes que ajudam o desenrolar da jornada. Um desses objetos é o espelho que Harry Potter encontra e que tem o poder de revelar o mais verdadeiro desejo do coração. Ele então se vê refletido feliz ao lado dos pais que não conheceu e fica durante horas até que Dumbledore, o bruxo diretor da escola de Hogwarts, chega e o ajuda a deixar de lado a ilusão para seguir em frente. Isso nos conecta a situações reais quando ficamos presos ao passado e temos dificuldades de seguir adiante, muitas vezes não conseguimos sozinhos e precisamos da ajuda de alguém. Pavan (2014).

 

Neste sentido, esse tipo de literatura, que tem como herói um garoto que vai crescendo junto com os livros, permite ao adolescente leitor vivenciar as etapas, de seu amadurecimento como indivíduo e como leitor.

 

Entender os fatores de identificação de adolescentes com heróis ficcionais poderá contribuir para uma melhor percepção do adolescente leitor de hoje, como também compreender as razões da escolha de obras com as quais o gosto do adolescente se identifica pode ser um fator motivador para a atuação do professor na prática de leitura. Além disso, não é menos importante identificar que tipo de heróis se está oferecendo aos jovens na atualidade, e que características sociais este jovem obtém desses personagens, inclusive no sentido de valores morais e éticos.

 

*Pedagogo

Este texto, não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal da Nova



Comunicar erro




VEJA MAIS