Três são detidos por violência doméstica no Vale do Ivinhema

Da Redação / Imagens: Jornal da Nova
20/01/2022 18h00

A Polícia Militar conduziu, para Delegacias de Polícia Civil durante o último final de semana, três pessoas por violência doméstica. Os autores tinham idades entre 33 e 45 anos e as vítimas entre 30 e 47 anos.

 

Segundo nota divulgada à imprensa nesta quinta-feira (20), as equipes de Rádio Patrulha foram solicitadas para verificar discussões e brigas entre casais, onde segundo os comunicantes, as vítimas estavam sendo ameaçadas e agredidas pelos autores.

 

As solicitações se deram em Ivinhema na rua Jorge Altivio Lourenço, na região rural conhecida como “Quebra Carcaça” e na cidade de Nova Andradina no bairro São Vicente de Paulo, na avenida Ivinhema. Em todas as ocorrências, as vítimas manifestaram interesse em solicitar a medida protetiva de urgência.

 

Medida Protetiva

É importante citar que as medidas protetivas podem ser o afastamento do agressor do lar ou local de convivência com a vítima, a fixação de limite mínimo de distância de que o agressor fica proibido de ultrapassar em relação à vítima e a suspensão da posse ou restrição do porte de armas, se for o caso.

 

O agressor também pode ser proibido de entrar em contato com a vítima, seus familiares e testemunhas por qualquer meio ou, ainda, deverá obedecer à restrição ou suspensão de visitas aos dependentes menores, ouvida a equipe de atendimento multidisciplinar ou serviço militar.

 

Outra medida que pode ser aplicada pelo juiz em proteção à mulher vítima de violência é a obrigação de o agressor pagar pensão alimentícia provisional ou alimentos provisórios. O descumprimento da medida protetiva acarreta em prisão em flagrante do autor.

 

Denúncias de casos de violência doméstica ou do descumprimento de medida protetiva podem ser realizadas via telefones 190, 180, (67) 99262-3462, e ainda pela internet no canal de denúncias do Programa Mulher Segura do 8º Batalhão, através do endereço de e-mail promuse8bpm@pm.ms.gov.br.



Comunicar erro




VEJA MAIS