Justiça de Nova Andradina mantém jovem preso após ser flagrado pelo Tático traficando em bar

Decisão aconteceu durante audiência de custódia nesta quinta-feira (4)
Da Redação / Imagens: Jornal da Nova
05/08/2022 08h27
Momento que o suspeito deixava o Fórum / Imagens: Jornal da Nova

Juliano Kawan Ratis Servignana, de 19 anos, mais conhecido como “Kawan”, que foi preso e autuado em flagrante, no início da madrugada da última quarta-feira (3), suspeito de tráfico de drogas, em Nova Andradina, permanecerá preso conforme decisão judicial.

 

Leia também

| Em Nova Andradina, traficante é preso pela Força Tática comercializando drogas em bar

 

Segundo o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), a juíza Cristiane Aparecida Biberg de Oliveira da Vara Criminal converteu o flagrante em prisão preventiva. Depois da audiência que aconteceu na tarde de ontem (4), ele deve ser conduzido para o presídio ainda nesta sexta-feira (5).

 

O suspeito, conforme o TJMS, já foi preso em flagrante pelo mesmo crime em dezembro de 2021 e responde a três procedimentos de tráfico de drogas.

 

Flagrante

Material entorpecente apreendido com o suspeito - Foto: Polícia Militar/Divulgação

Na madrugada da última quarta-feira (3), durante o patrulhamento ostensivo e preventivo pela área central da cidade, a equipe da Força Tática do 8º Batalhão de Polícia Militar visualizou dois indivíduos em um bar, que ao perceberem a presença policial, demonstraram nítido nervosismo e tentaram se evadir no local.

 

Ambos foram abordados e na busca pessoal foi encontrado no bolso de Juliano Kawan Ratis Servignana, várias pedras brutas de crack e papelotes de cocaína, além de R$ 114,00 e um aparelho celular. Já no bolso do segundo suspeito foram encontrados R$ 100,00 em dinheiro e um aparelho celular.

 

Na entrevista pessoal, Juliano confessou que há três meses faz o comércio de entorpecentes num bar e na Praça do bairro Durval Andrade Filho (Morada do Sol) e que uma paradinha de crack vende a R$ 10,00 cada e a cocaína a R$ 20,00.

 

O suspeito confessou também que na sua casa havia mais drogas. A Força Tática foi até a residência de Juliano e, em um tênis em baixo da cama, foram encontradas duas pedras brutas de crack, uma porção de cocaína prontas para o comércio, vários plásticos recortados e uma balança.

 

A ocorrência foi apresentada na Delegacia de Polícia Civil.



Comunicar erro




VEJA MAIS