Para atender melhor a população, governador já assinou contrato de gestão com sete pastas

O governador já assinou o contrato de gestão com a Segov, Sefaz, Casa Civil, PGE, SAD, Ageprev e Escolagov

Leonardo Rocha, Governo de MS


Em busca de um Estado próspero, digital e inclusivo, com planejamento estratégico, o governador Eduardo Riedel já assinou os contratos de gestão com sete órgãos estaduais, entre secretárias e autarquias. Elas apresentaram as metas e prioridades de cada pasta para 2023.

O objetivo é aperfeiçoar as atividades, nortear as inovações e assim fazer entregas efetivas à população. “O contrato de gestão é um processo de transformação de cultura, não é mais uma burocracia e sim um instrumento para mudar a vida das pessoas. Temos que ter claro onde nós vamos chegar. O que vamos avançar de maneira mais estrutural, que tenha uma linha direta com nosso plano de governo”, afirmou o governador.

O contrato de gestão começou a ser implantado em 2015, idealizado pelo então secretário de Governo, Eduardo Riedel. Neste novo modelo todas as secretarias, autarquias e fundações vão assinar o documento, tendo avaliações bimestrais de como está o andamento dos projetos e ações. Não entra neste escopo as atividades de rotina desenvolvidas pelas pastas.

Governador durante oficina sobre contrato de gestão - Foto: Saul Schramm

Metas

O governador já assinou o contrato de gestão com a Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica), Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), Casa Civil, PGE (Procuradoria-Geral do Estado), SAD (Secretaria Estadual de Administração), Ageprev (Agencia de Previdência Social de MS) e Escolagov (Fundação Escola de Governo de MS).

O primeiro ato foi firmado com a Segov, que será a pasta que vai cuidar e auxiliar na realização dos contratos de gestão. Entre as metas definidas está a transformação digital dentro da pasta e propostas de parcerias público-privadas que estão vinculadas à secretaria. “São projetos que estão dentro das diretrizes do governo, e que serão executadas em 2023 com bastante determinação”, afirmou o secretário de Governo, Pedro Caravina.

Contrato com a Casa Civil - Foto: Álvaro Rezende

Depois foi seguido pela Sefaz e Casa Civil. O governador destacou que a primeira tem como principal objetivo o “equilíbrio fiscal” do Estado, enquanto que a segunda vai cuidar da relação e articulação política do Governo, com foco nas emendas estaduais e federais, assim como o diálogo com a Assembleia, prefeitos e vereadores.

Já a PGE estabeleceu entre as metas a redução do custo na judicialização, avanço na transformação digital, redução da dívida pública, acordos nos precatórios e aprimoramento nas atividades. A SAD definiu como foco a implantação de modelo centralizado de compras, programa de modernização de gestão patrimonial e sistema de processo administrativo eletrônico.

Vinculadas a SAD, a Ageprev e Escolagov também assinaram os contratos. A primeira vai fazer mudanças na perícia em saúde e da previdência e andamento do Censo Previdenciário 100% digital. Já a segunda irá ampliar cursos de graduação, pós-graduação e mestrado, assim como parcerias importantes com Fudect, Uems e Assomasul.

Contrato SAD, Ageprev e Escolagov - Foto: Saul Schramm

O governador está indo a cada secretária assinar os documentos, aproveitando a oportunidade para conhecer as equipes de trabalho e dialogar sobre as prioridades de cada pasta. “Assinamos compromissos importantes. Agora é cada um arregaçar as mangas e fazer acontecer”, disse Riedel.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!