Marfrig registra receita líquida de R$ 31,8 bilhões no primeiro trimestre de 2023

Margem Ebitda na Operação América do Sul chega a 7,8%, aumento de 1,4 ponto percentual; Fluxo de caixa operacional é de R$ 673 milhões

Da Redação


A Marfrig (B3:MRFG3 e ADR Nível 1: MRRTY), líder global em produção de hambúrgueres e uma das maiores empresas de carne bovina do mundo, apresentou hoje à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) seus resultados fiscais relativos ao primeiro trimestre de 2023. Os números consolidam as informações contábeis e financeiras das Operações América do Sul e América do Norte da companhia e os da BRF, uma das maiores produtoras globais de alimentos, controlada pela Marfrig desde abril de 2022.

Neste primeiro trimestre, a receita líquida consolidada atingiu R$ 31,8 bilhões, o que representa aumento de 42,2% em relação ao mesmo período do ano passado. O crescimento da receita é explicado pelas diversificações de proteínas, geográfica e comercial – e pelo portfólio de produtos de alto valor agregado da Marfrig. O desempenho decorre também de melhorias operacionais e comerciais empreendidas pelos times de executivos de todas as operações controladas pela companhia.

Os investimentos realizados totalizaram R$ 1 bilhão no período, sendo que R$ 434 foram recorrentes da Marfrig, ou seja, valores alocados em manutenção do parque fabril das operações bovinas ou em projetos de crescimento orgânico. Os investimentos em manutenção, por sua vez, somaram R$ 246 milhões. E os aportes em expansões e outros projetos em andamento totalizaram R$ 188 milhões.

A proteína bovina – foco das operações da Marfrig na América do Sul e na América do Norte – representou 59% da receita líquida total da empresa no trimestre. Produtos derivados de proteínas de aves e suínos – mercados nos quais a BRF está entre as líderes globais – tiveram uma participação de 41% nas vendas.

Além do foco em crescimento orgânico das operações de bovinos, a Marfrig buscou melhorar seu perfil financeiro. No primeiro trimestre, a companhia anunciou US$ 52 milhões de dólares em recompras de bonds, que, somados às recompras anunciadas em 2022, já passam de US$ 370 milhões de dólares. O objetivo da gestão de passivos é reduzir o endividamento bruto e as despesas financeiras para, assim, melhorar a geração de caixa.

No primeiro trimestre de 2023, o Ebitda Ajustado (lucro antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) ficou em R$ 1,5 bilhão e a margem Ebitda, em 4,7%. O fluxo de caixa operacional chegou a R$ 673 milhões.

“Mesmo em um trimestre sazonalmente mais desafiador, nosso modelo de negócios baseado em diversificação geográfica e portfólio de alto valor agregado se mostrou bastante resiliente. Nosso programa de investimento em crescimento orgânico realizado ao longo dos últimos anos está chegando em fase de maturidade, e já contribui para a melhora operacional em diversos mercados”, diz Marcos Molina dos Santos, fundador e presidente do Conselho de Administração da Marfrig. “Continuamos a trabalhar para a permanente melhoria dos nossos indicadores – sempre de maneira sustentável, a fim de gerar valor a todos os nossos stakeholders.”

Operação América do Sul da Marfrig

A Operação América do Sul registrou lucro bruto de R$ 717 milhões no primeiro trimestre de 2023, aumento de 9,6% em relação ao mesmo período do ano passado. A margem bruta foi de 13,7%, ante 10,1% na comparação anual. Essa evolução é resultado do menor custo de matéria-prima e do aumento do volume de vendas. A abrangência regional da Operação América do Sul foi fundamental para uma boa performance da empresa durante o breve período de interrupção de exportações de carne bovina do Brasil para a China, quando a Marfrig seguiu utilizando sua operação no Uruguai para atender ao mercado chinês.

Entre janeiro e março deste ano, a Operação América do Sul registrou receita líquida de R$ 5,2 bilhões. O Ebitda ajustado foi de R$ 408 milhões, em linha com o mesmo período de 2022. A margem Ebitda foi de 7,8%, 1,4 ponto porcentual acima da base comparativa anual.

O volume de vendas atingiu 354 000 toneladas, 2,8% maior que o registrado no primeiro trimestre do ano passado. As exportações representaram 55% da receita da operação. Aproximadamente 63% do total das vendas externas foram destinadas à China e Hong Kong.

“Chegamos a resultados bastante positivos no período. Isso é fruto de nosso modelo de operação na região e da importância cada vez maior do portfólio de produtos industrializados e de marca no total das nossas receitas", afirma Rui Mendonça, CEO da Operação América do Sul.

Operação América do Norte da Marfrig

A Operação América do Norte, representada pela National Beef, registrou receita líquida de 2,5 bilhões de dólares no primeiro trimestre de 2023. O Ebitda ajustado atingiu US$ 101,5 milhões de dólares. E a margem Ebitda ajustada ficou em 3,9%, acima da média do mercado americano.

No período, o total de vendas da operação foi de 466 000 toneladas. Do volume total, 86% (ou 400 000 toneladas) foram destinados ao mercado interno, e 14% ao mercado externo, com destaque para mercados premium como Japão e Coréia do Sul.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!