Estendida, atualização cadastral de rebanhos em MS vai até o dia 15 de junho

Vale ressaltar que os procedimentos são obrigatórios para as propriedades com bovídeos e também para as que tem outras espécies

Nyelder Rodrigues, Comunicação Governo de MS


Para atender as necessidades dos pecuaristas e garantir a regularização de registros em Mato Grosso do Sul, o Iagro estendeu até o dia 15 de junho o prazo para que os produtores façam a atualização cadastral e a declaração semestral de rebanhos. Até o fim do mês passado, 36% das explorações pecuárias na região do Planalto já tinham realizado a atualização, enquanto 40% das explorações pecuárias no Pantanal estavam em conformidade.

Esses percentuais, embora apresentem um progresso significativo, ainda estão aquém do necessário para alcançar a plena adesão. Depois deste prazo, ele só será reaberto em novembro, entre os dias 1º de novembro a 30 de novembro. Vale ressaltar que os procedimentos são obrigatórios para as propriedades com bovídeos e também para as que tem outras espécies, como aves, ovinos, equinos, asinos, muares, abelhas, bichos da seda e animais aquáticos.

A atualização cadastral e a declaração de rebanhos são medidas fundamentais para garantir o controle e a prevenção de doenças, além de promover a rastreabilidade e a transparência na produção agropecuária. A atualização cadastral deve incluir o número total de animais existentes na propriedade por espécie e categoria.

Durante a declaração semestral, os produtores também devem fornecer informações sobre nascimento, mortalidade, consumo e evolução dos rebanhos, de acordo com os parâmetros estabelecidos em atos normativos. Veja aqui o tutorial da atualização cadastral.

É fundamental ressaltar que a omissão de informações ou a prestação de informações falsas sujeita o declarante às medidas e sanções cabíveis, caracterizando o descumprimento de deveres jurídicos e sanitários. A falta de atualização pode resultar na interdição ou suspensão das atividades a qualquer momento, caso sejam constatadas irregularidades.

Produtor, para notificar suspeita de doenças em animais, clique no link.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!