Em Nova Alvorada do Sul, empresário é preso e autuado em R$ 25,3 mil por poluição

Da Redação


Na última sexta-feira (23), a PMA (Polícia Militar Ambiental) de Campo Grande, em atendimento à uma denúncia de poluição no município de Nova Alvorada do Sul, realizou uma vistoria em uma empresa que compra e destina diversos tipos de recicláveis, tais como plástico, alumínio e ferro velho.

Durante a vistoria, que foi acompanhada pelo proprietário da empresa, a equipe policial ambiental constatou algumas irregularidades, dentre elas: exposição de resíduos sólidos às intempéries climáticas, acondicionamento irregular de várias embalagens de produtos agrotóxico, lançamento de óleos ao solo. 

Ademais, foi verificado em pelo menos quatro pontos o derramamento de óleo, bem como uma máquina usada para prensar os recicláveis que se encontrava em más condições de operação com vazamento de óleo no local. A atividade desempenhada pela empresa trata-se de atividade potencialmente poluidora instalada em local habitado, cujos resíduos e embalagens de agrotóxicos encontravam-se de fácil acesso a qualquer pessoa, tendo em vista que o local não tem muro tampouco portão que pudesse propiciar o mínimo de isolamento dos materiais. 

 

Diante da situação encontrada, o proprietário foi autuado em R$ 25.375,00, além de ser preso e encaminhado à delegacia pelo crime ambiental de poluição e pelo armazenamento irregular de embalagens de agrotóxicos. Ainda, a empresa teve suas atividades paralisadas por não funcionar conforme as condicionantes existentes na Licença Ambiental.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!