Câmara recomenda providências por mais segurança no acesso ao Assentamento Santa Olga

A proposta é dos vereadores Deildo Piscineiro (PSDB) e Ceará do PT

CMNA


Por meio da Indicação 276/2023, a Câmara de Nova Andradina recomendou providências por mais segurança no acesso ao Assentamento Santa Olga. A proposta dos vereadores Deildo Piscineiro (PSDB) e Ceará do PT foi apresentada na 21ª Sessão Plenária Ordinária Deliberativa.

Entre os serviços pleiteados para o trecho da BR-376 está a implantação de uma rotatória na entrada do assentamento e redutores de velocidade nas proximidades do acesso, em ambos os sentidos de tráfego.

“É importante considerar que esse trecho parte de um sentido de tráfego rápido de veículos leves e pesados. Não obstante, aponta-se cerca de quase uma centena de famílias moradoras no Assentamento Santa Olga, e, seja, para comércio, escolas, trabalhos, lazer e outras situações, essas famílias tem grande mobilidade para o núcleo urbano de Nova Andradina”, argumentaram os vereadores na justificativa da indicação.

No documento, os parlamentares também ressaltaram que “não há nenhum meio de contenção de velocidade nas proximidades da entrada do Assentamento, o que factualmente coloca em risco de acidentes graves os transitantes nesse trecho da rodovia, especialmente se tiver que adentrar a referida localidade”.

“Desta forma, pedimos que os órgãos competentes, vislumbrando atenuar os riscos de acidentes, possam atuar para a construção de uma rotatória e conjuntamente implantar redutores de velocidade em ambos os sentidos da via, aproximando-se da possível rotatória”, emendaram.

A indicação segue agora para o prefeito Gilberto Garcia (PL), Secretaria Municipal de Serviços Públicos, Secretaria Municipal de Infraestrutura, Diretoria Executiva de Assessoramento da AGESUL e à Superintendência Regional do DNIT, o Departamento Nacional de Infraestrutura e Trânsito em Mato Grosso do Sul.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!