Bombeiro de Bataguassu é promovido a Cabo por ato de bravura

Redação


O soldado Bombeiro Militar Roberto Alexandre Costa, da cidade de Bataguassu, foi promovido hoje à graduação de Cabo. Ele ficou conhecido por ter pulado da ponte sobre o Rio Paraná no ano de 2011, quando uma mulher com problemas psiquiátricos resolveu tirar a própria vida se jogando no rio, na divisa entre os estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo.

O fato
Na ocasião, a vítima, que estava atravessando problemas familiares. Veio a pegar um táxi, aonde foi até a metade da ponte Maurício Joppert vindo a se pendurar na grade de segurança, na divisa dos dois estados. O trânsito foi interrompido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e vários órgãos se mobilizaram para que tivesse uma negociação e que a vítima não se jogasse nas águas do Rio Paraná.

Apesar da negociação, que duraram cerca de um hora, a vítima se jogou nas águas do Rio Paraná. Neste momento, o soldado Bombeiro A. Costa não pensou duas vezes e pulou em seguida com farda e equipamentos de segurança no qual ele estava preso e com apenas um colete e, ao alcançar a vítima, ele passou o colete a ela, ficando à deriva. O soldado A. Costa ficou cerca de 40 minutos na madruga daquele dia a deriva juntamente com a vitima, onde segundo ele, permaneceu todo o tempo conversando com a vitima e passando calma a ela.

Eles foram resgatados por Bombeiros de Bataguassu e de Presidente Epitácio onde a vitima e o soldado já apresentavam um quadro de hipotermia.

Bombeiro
A Costa recebeu diversas homenagens e elogios de autoridades e da população da cidade.

O Militar disse estar muito agradecido por tudo o que aconteceu. “Na verdade, procurei ajudar uma pessoa que estava à beira da morte, mesmo sabendo dos riscos existentes naquela ação. Acredito que todo ser humano deve de alguma forma ajudar o próximo”, diz o Bombeiro.

Há seis anos no Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul, o agora cabo Roberto Alexandre Costa se orgulha de pertencer aos quadros de uma instituição que goza de muito prestígio e respeito na sociedade. Ele já realizou diversos resgates ao longo da carreira, mas este em especial foi o mais emocionante para ele. “Naquela hora era tudo ou nada. Se eu não pulasse, a vítima com certeza estaria morta hoje”, afirma.

Como faz parte em casos de promoção ou aniversário, o Militar tomou um “banho de batismo” de água da viatura de incêndio da corporação na manhã de hoje pela promoção. Alexandre Costa tem 32 anos, é casado e tem uma filha de 6 anos.

Com informações Da Hora Bataguassu
 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!