Vulcão Tongariro, na Nova Zelândia, desperta após 115 anos

Redação


O vulcão Tongariro, situado na região central da ilha do norte da Nova Zelândia, despertou na noite desta segunda-feira com uma erupção que lançou rochas a até um quilômetro de altura e espalhou cinzas acima dos seis mil metros após permanecer inativo durante 115 anos.

As autoridades mantiveram nesta terça-feira o nível de alerta em grau 2 (risco baixo), sem informar sobre feridos ou mortos após a erupção.

Foi recomendado aos residentes das zonas próximas que permaneçam em suas casas com janelas e portas fechadas para evitar a nuvem de pó lançada pelo vulcão. A Defesa Civil, no entanto, descartou emitir uma ordem de evacuação.

Por outro lado, o tráfego aéreo na ilha do norte foi fechado nas zonas próximas ao vulcão devido à nuvem de cinzas que ainda permanece no ar.

"Esperamos que a atividade vulcânica possa continuar por várias semanas", indicou o organismo neozelandês encarregado de medir a atividade vulcânica, a GeoNet. A última erupção significativa do vulcão Tongariro acontecera em 1897.

EFE
 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!