Mercado do boi gordo teve alta no MS na última semana

Redação


A redução na oferta de boi gordo tem sustentado os preços da arroba. A dificuldade de compra de boiadas pelos frigoríficos é nítida, o que resultou na valorização de 4,9% na cotação nas duas últimas semanas, segundo a Scot Consultoria.

As programações de abate no Estado estão heterogêneas e atendem, em média, três a quatro dias úteis.

Nas praças paulistas, o indicador Esalq/BM&FBovespa mostra que a arroba subiu 1,24%, para R$ 96,52/@, à vista, na média das praças paulistas. Nas negociações a prazo, houve um aumento de 1,25% com preço médio de R$ 96,98/@.

Segundo a Scot Consultoria, há negócios acima destes valores, principalmente nas indústrias de menor porte. A demanda das indústrias paulistas continua forte pelo gado de Mato Grosso do Sul e estão mais comuns os negócios ao redor de R$92,00/@, à vista.

A oferta curta de matéria prima também pressiona os preços no atacado que tem registrado altas desde o inicio do mês.

NA BM&FBovespa, os contratos com vencimento em setembro encerraram o pregão cotados a R$ 99,36/@, reajuste de 0,41%. Os contratos para outubro terminaram o dia a R$ 103,63/@, aumento de 0,24%.

Em relação ao início de agosto, quando o preço pago na arroba era de R$84,50, à vista, a alta é de 3,2% no Estado.

 

Com infomações, Scot Consultoria, DBO e Corrêa da Costa
 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!