Bancários entram em greve a partir desta 3ª no País, diz sindicato

Redação


A presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Juvandia Moreira, confirmou durante coletiva à imprensa nesta segunda-feira o início da greve da categoria. A partir de amanhã, os bancários de todo o País devem paralisar as atividades por tempo indeterminado. "Começa amanhã nos principais corredores e vai crescendo. Depois vamos atingindo, ampliando o número de agências e pegando concentrações bancárias", afirmou.

Segundo o sindicato, os caixas eletrônicos vão funcionar, mas o atendimento ao público será cortado. "Greve interrupção dos serviços. Esperamos que ela seja forte para campanha ser resolvida. Nosso desejo era não ter a greve, mas foi para isso que os bancos nos levaram", disse Juvandia.

"Tivemos um longo processo de negociação. Foram nove rodadas no total, onde discutimos toda pauta", disse Juvandia. O sindicato afirma que a negociação foi iniciada em 1º de agosto, com 45 mil bancários ouvidos e que não houve resposta das instituições. "Os bancos não chamaram negociação alguma e não deram sinal disso esta semana. Demos um prazo longo para eles terem tempo de rediscutir e apresentar uma nova proposta, mas isso não aconteceu."

A categoria quer reajuste salarial de 10,25%, sendo 5% de aumento real, além da inflação projetada de 5%. Outro pedido envolve o pagamento da PLR de três salários mais R$ 4,961,25 fixos. A categoria também exige a criação de planos de cargos, carreiras e salários para todos os bancários; o pagamento de auxílio-educação (para graduação e pós-graduação); ampliação das contratações; aumento da inclusão bancária; combate às terceirizações; aprovação da convenção que inibe a dispensa imotivada; cumprimento da jornada de 6h; mais segurança nas agências bancárias - como instalação das portas de segurança -; previdência complementar para todos os trabalhadores; elevação para R$ 622 os valores do auxílio-refeição, da cesta-alimentação, do auxílio-creche/babá e da 13ª cesta-alimentação, entre outros.

Terra

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!