IFMS forma primeira turma do programa Mulheres Mil no Estado

Redação


O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) realizou na quarta feira (31), a formatura da primeira turma do programa Mulheres Mil no Estado. Foram certificadas 68 alunas do curso de preparo, conservação e congelamento de alimentos, oferecido pelo Câmpus Nova Andradina entre dezembro de 2011 e junho deste ano. A cerimônia foi no auditório da Universidade Federal (UFMS).

Além das disciplinas voltadas ao preparo de alimentos, as estudantes receberam informações sobre saúde, expressão corporal, direitos e relações interpessoais, além de noções básicas de matemática, português e informática. Ao todo, foram 180 horas/aula.

“O resultado ficou acima do esperado graças, principalmente, ao comprometimento das estudantes. Eram donas de casa que deixavam seus afazeres para assistir às aulas e participar das atividades práticas”, destaca a Pró-Reitora de Extensão e Relações Institucionais, Carla Simone Burdzinski.

Para a assistente social do IFMS e uma das coordenadoras do programa em Nova Andradina, Roberta Sorano, a principal função do Mulheres Mil é elevar a autoestima das participantes. “O programa discute temas relacionados à cidadania, além de oferecer treinamento para o desenvolvimento de uma nova atividade econômica”, explica.

Durante a cerimônia de formatura, cada uma das alunas e os parceiros do programa Mulheres Mil em Nova Andradina receberam um “Livro de Receitas”, resultado do curso oferecido. A publicação reúne receitas desenvolvidas pelas estudantes durante as aulas e, também, alguns segredos de pratos que elas já faziam em casa.

Geração de renda – Algumas estudantes já utilizam os conhecimentos adquiridos no curso para a obtenção de uma nova fonte de renda. A dona de casa, Suelem Moreno, 25, foi aluna do Mulheres Mil e, há quatro meses, produz e vende salgados, conciliando a atividade com os afazeres domésticos. “Como não me dedico integralmente, a produção ainda é pequena. Mesmo assim, tudo o que produzo é vendido rapidamente”, conta.

O conhecimento adquirido no curso, Suelem tem repassado a outras mulheres da região onde vive. Para a dona de casa, o Mulheres Mil permitiu o contato com informações importantes. “Tivemos acesso a assuntos que não conhecíamos. Acima de tudo, o curso nos ensinou nossos direitos enquanto mulheres, nos despertando para a cidadania”.

Próximas edições – No Câmpus Aquidauana, o curso de panificação e confeitaria básica oferecido a mulheres do município vizinho, Anastácio, se encerra este mês. A formatura ocorrerá em dezembro. Em 2013, a previsão é que o programa seja estendido a outros câmpus do IFMS, além dos dois que já participaram da primeira edição do Mulheres Mil.

A iniciativa do Governo Federal se destina a atender mulheres em situação de vulnerabilidade social por meio do acesso à educação profissional, emprego e renda.

Assessoria
 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!