Vereador é preso em flagrante por reter salário de assessores

Redação


Um vereador de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, foi preso em flagrante na tarde desta quinta-feira (25), suspeito de desviar parte dos salários de três assessores. Joaquim Gonçalves de Oliveira (PTB), popularmente chamado "Oliveira da Ambulância", foi pego no momento em que os funcionários devolviam o dinheiro dos salários a ele. A ação foi registrada em vídeo.

 

As investigações são do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que efetuou a prisão. De acordo com o Gaeco, cada assessor deveria receber cerca de R$ 3.900 por mês, mas o político exigia que o dinheiro fosse retirado do banco, entregue na íntegra e então ele devolvia aos trabalhadores menos de um terço do total.

 

Para o procurador de Justiça e coordenador do Gaeco, Leonir Batisti, a prática de “Oliveira da Ambulância” é “um método comum para desviar dinheiro público”. Os ganhos com corrupção, no caso desta prisão, chegavam a cerca de R$ 9 mil por mês.

O vereador e os assessores foram procurados para comentar o assunto, mas não foram localizados. Na Câmara, uma funcionária informou que o gabinete estava fechado, porque "foi todo mundo preso" (ela também se referiu às pessoas levadas como testemunhas). A reportagem segue à procura dessas pessoas. (G1)

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!