'Crakeiras' que mataram Chico Boiadeiro foram presas pelo SIG de Nova Andradina

Assessoria


Investigadores do SIG - Setor de Investigações Gerais da 1ª DP de Nova Andradina prenderam na tarde de hoje duas autoras do latrocínio que teve como vítima Francisco Ferreira Lima, conhecido por "Chico Boiadeiro", ocorrido no dia 07 e registrado na 1ª DP em 10 de julho (domingo).

Segundo o delegado titular da 1ª DP Rinaldo Moreira, a princípio os policiais civis trabalhavam com a hipótese de homicídio, mas, de acordo com as investigações e confissão de uma das autoras, a morte se deu para a subtração de dinheiro e telefone celular.

As investigações tiveram início nas primeiras horas após o achado do cadáver, quando se chegou a uma pessoa conhecida por "Twork", ultima pessoa a ser vista com a vítima em um bar no bairro onde estes moravam.

Partindo destas informações e de que a acusada vivia homiziada em "bocas de fumo" ou perambulado pelas ruas na cidade, a polícia civil diligenciava no intuito de encontrá-la.

Hoje, através de informações foi localizada E. dos A. da S., 20 anos de idade, que após várias contradições, confessou a coautoria do latrocínio, indicando uma segunda pessoa conhecida na prostituição e mundo das drogas como "Vanessa", que também foi localizada e nega os fatos.

E.dos A. da S. confessou aos investigadores que ambas bebiam com a vítima em um bar quando combinaram fazer um programa sexual com esta. Na casa deste, receberam R$ 100,00 adiantados pelo programa, quando antes do ato sexual saíram e compraram crack, retornando logo após.

Após ambas fazerem uso da droga, resolveram pedir mais dinheiro, quando a vítima deu mais R$ 50,00. Ao verem a carteira da vítima com bastante dinheiro, saíram e depois retornaram  e entraram na casa, quando de posse de uma faca e sob efeito de drogas, mataram a vítima, subtraindo sua carteira e seu aparelho de telefone celular, dividindo os R$ 500,00 que estavam na carteira e vendendo o aparelho celular a uma mulher em uma praça da cidade, tomando rumo ignorado.

Segundo o delegado do SIG André Novelli, Edilaine conta com passagem na polícia por homicídio quando ainda adolescente e tinha contra si um mandado de prisão em aberto por furto qualificado e que será representado pela prisão temporária de M.A.D, vulgo "Vanessa", para que se possa dar continuidade às investigações.    

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!