Interpol localiza brasileira desaparecida na Sibéria

Redação


A Representação Regional da INTERPOL no Mato Grosso, em conjunto com a Divisão de Cooperação Jurídica Internacional da PF, conseguiu repatriar a brasileira U. C., que estava desaparecida na Sibéria – Rússia, em local isolado próximo ao Pólo Norte.

A mãe da desaparecida, V. C., compareceu na Superintendência da PF no Mato Grosso e solicitou apoio da Polícia Internacional com o objetivo de localizar sua filha que havia sido levada há mais de 3 anos para aquele país por seu pai.

Após coleta de dados, documentos e fotos da brasileira desaparecida, foi utilizada a Difusão Amarela, ferramenta de Cooperação Policial Internacional em casos de desaparecimentos de pessoas, tendo sido acionadas a Polícia Rússia, a embaixada da Rússia no Brasil e a Interpol Russa.

Após troca de informações entre as instituições, a Interpol russa conseguiu encontrar a brasileira em uma comunidade religiosa ortodoxa chamada “Velhos Crentes” ou “Antigos Fiéis”, localizada na taiga russa, área rural isolada a mais de 4.000 km da capital Moscou. (Com informações PF)

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!