“Não fiz e não vou fazer”, diz Romário sobre teste do bafômetro em blitz da Lei Seca

Ex-jogador e parlamentar afirmou no Twitter que tem do direito de recusar


Após ser parado na blitz na Lei Seca na madrugada deste domingo (10), o deputado federal e ex-jogador de futebol Romário (PSB) falou sobre o episódio no micro blog Twitter. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro, teve a carteira apreendida e teve de pagar uma multa de aproximadamente R$ 950. Romário usou o micro blog para dizer que tem o direito de recusar a fazer o teste, mesmo sem beber, como afirmou. 

- Não é novidade que vocês sabem que eu não bebo e também não é novidade que já fui parado outras vezes [na blitz].Como qualquer cidadão tenho direito de recusar. E foi o que fiz e farei sempre : usar meu direito. Todos nós temos que usar nossos direitos independente de qualquer situação. 

O ex-jogador disse que voltava de uma festa julina da casa da mãe com a mulher e duas filhas. Ele diz que é a favor da Lei Seca e que usou o Twitter para se “defender da imprensa”. 

- Sou 100% a favor da Lei Seca, os números, pesquisas e estatísticas já comprovaram que diminuiu e muito o numero de acidentes. A responsabilidade é de cada um, não é agora, com 45 anos pelo fato de eu ser um deputado federal que vou ter que ficar aqui me defendendo porque na opinião da imprensa eu tenho que fazer o teste. Não fiz e não vou fazer! 

De acordo com a assessoria de imprensa do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), o carro de Romário não foi levado para um depósito porque o ex-atleta apresentou um condutor habilitado para guiar o veículo. A carteira de habilitação do parlamentar ficará retida no Detran por alguns dias.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!