Em evento, Lula 'ensina' cobranças de pênalti a jogadores da Seleção

Terra


Luiz Inácio Lula da Silva não deixou passar incólume o vexame da Seleção Brasileira na disputa por pênaltis com o Paraguai, no domingo, pelas quartas de final da Copa América. Depois de ver os quatro batedores da equipe verde-amarela desperdiçarem as cobranças, o ex-presidente da República, durante participação em evento em São Paulo, deu dicas aos atletas de como vencer um goleiro no tiro da marca da cal.

"Precisa ensinar a molecada bater pênalti...", comentou Lula, com bom humor. "Sabe, a coisa mais fácil não é escolher canto, mas jogar na frente do goleiro (no meio do gol). A gente sabe que ele vai pular", recomendou.

Curiosamente, os dois jogadores paraguaios que converteram suas cobranças, Estigarribia e Riveros, utilizaram dessa estratégia: chutaram no centro alto e ajudaram o país a vencer a Seleção Brasileira por 2 a 0 na disputa de penalidades.

Corintiano fanático, Lula evitou fazer críticas ao ex-comandante alvinegro Mano Menezes, agora à frente da Seleção. Mas, quando questionado se aceitaria assumir o comando da equipe pentacampeã mundial, não titubeou. "Se eu tivesse essa oportunidade...", declarou.

O ex-presidente da República participou de um evento na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na capital paulista. Acompanhado da mulher, Dona Marisa Letícia, e do médico Raul Cutait, Lula foi recebido por volta das 20h pelo mandatário da entidade, Paulo Skaff.

Antes, porém, Luiz Inácio Lula da Silva visitou uma exposição de 41 fotos de seus oito anos de mandado, não conteve o comentário ao ver uma imagem tirada em abril de 2003, na qual ele, vestindo uma camisa do Corinthians, joga bola no Palácio do Jaburu. "Essa é a que vale", disse.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!