Com início do período integral, Batayporã abre uma nova fase na Educação

Da Assessoria


Em 2013, a Secretaria Municipal de Educação de Batayporã aderiu ao sistema de Ensino Integral e, em 2014, a iniciativa começa a ser adotada nas escolas da rede. As primeiras escolas a iniciarem as atividades foram a Bernadete Teixeira, localizada no assentamento São Luiz, e Anízio Teixeira, que fica na sede do município.

O novo sistema de ensino permite que os alunos fiquem durante os dois períodos nas escolas, cerca de 7h por dia, com intervalos para descanso. O Programa Mais Educação, instituído pela Portaria Interministerial nº 17/2007 e regulamentado pelo Decreto 7.083/10, constitui-se como estratégia do Ministério da Educação para induzir a ampliação da jornada escolar e a organização curricular na perspectiva da Educação Integral.

De acordo com o projeto educativo em curso, o novo período escolar busca desenvolver atividades nos macro campos de acompanhamento pedagógico, como educação ambiental; esporte e lazer; direitos humanos em educação; cultura e artes; cultura digital; promoção da saúde; comunicação e uso de mídias; investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica.

Em Batayporã, a primeira unidade a iniciar as atividades será a Escola Bernadete Teixeira. No local, 64 alunos, do 1º ao 5º ano, estudarão em tempo integral. Eles participarão de atividades de Esporte e Lazer, como atletismo, basquete, futebol, futsal, handebol, voleibol e xadrez. Nestas atividades o responsável pelo monitoramento será Jean Rosa de Andrade. Em Cultura, Artes e Educação Patrimonial, as atividades serão monitoradas por Jindrich Trachta.

Em Agroecologia, que trabalhará com canteiros sustentáveis, as atividades ficarão sob a responsabilidade de Orlando Henrique dos Reis. O acompanhamento pedagógico, com atividades de campo de conhecimento terá como monitora Edilaine Saldanha.

Ainda de acordo com a grade pedagógica, os alunos terão cinco refeições diárias, sendo um almoço e quatro lanches ao longo de uma rotina de 7h de atividades. Deste período, 4h são na escola normal e 3hs em atividades extras, além dos intervalos para almoço e lanches.

De acordo com Ana Maria de Almeida, secretária de Educação município, as atividades na Escola Anísio Teixeira deverão ser iniciadas esta semana. Nas palavras dela, a intenção da Administração Municipal seria iniciar as atividades pela escola da zona rural, local onde as crianças têm poucas atividades após o período escolar.

“O ensino integral dará maiores oportunidades para que os alunos tenham outras atividades fora da sala de aula. Isso proporcionará um aprendizado de maior qualidade a todos. Para que isso aconteça, temos que envolver os familiares nesse desafio. Nossa missão garantir que os alunos estejam imersos em permanente processo educativo, mesmo quando deixam o espaço escolar”, explicou ela.

Para o prefeito Beto Sãovesso (PSDB), que participou do início das atividades, essa nova fase irá contribuir de forma significativa para assegurar uma educação de qualidade para as crianças e adolescentes. “O nosso dever como homem público é trabalhar no sentido de oferecer às nossas crianças um ensino de qualidade, oferecendo a oportunidade da conquista de um futuro promissor”, lembrou.

Na oportunidade, a secretária de Educação ainda fez uma explanação às mães dos alunos sobre como irão funcionar as atividades durante o novo período. Elas também tiveram oportunidade em conheceram os novos profissionais bem como os materiais que serão utilizados durante as atividades extras.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!