Aprovação pessoal de Dilma deve cair em pesquisa, diz consultoria

Terra


A provação da presidente Dilma Rousseff deve apresentar queda em pesquisa a ser divulgada na terça-feira, disse a consultoria em risco político Eurasia Group em relatório divulgado nesta segunda-feira.

De acordo com a consultoria, o levantamento do instituto MDA encomendado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) deve trazer a aprovação ao desempenho pessoal da presidente entre 46 por cento e 47 por cento, contra os 55 por cento apontados no último levantamento CNT/MDA divulgado em fevereiro.

Na pesquisa de fevereiro, segundo a CNT/MDA, a avaliação positiva do governo Dilma era de 36,4 por cento. De acordo com o Eurasia Group, a pesquisa de terça deve trazer avaliação positiva do governo na casa dos 34 por cento.

Procurada pela Reuters, a CNT limitou-se a dizer que não houve vazamento dos dados da pesquisa que será divulgada na terça, sem no entanto confirmar ou desmentir os número divulgados pelo Eurasia Group.

A consultoria apontou que a queda que Dilma deve apresentar na pesquisa CNT/MDA deve estar em linha com o declínio já mostrado em levantamento do Ibope.

O Eurasia Group estimou ainda que os números relativos ao desempenho da presidente obtidos em pesquisas de opinião continuarão a registrar pequenas quedas até maio, mas a consultoria ainda aponta Dilma como favorita para vencer a eleição de outubro com 70 por cento de probabilidade.

Os dados de pesquisas que medem a aprovação do governo Dilma e a disputa eleitoral deste ano têm sido acompanhados de perto pelos mercados financeiros. O Ibovespa, por exemplo, tem registrado altas quando surgem expectativas de que Dilma terá piora em seus indicadores nestas pesquisas.


Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!