Professora nova-andradinense morre vítima da covid-19 em Campo Grande

Da Redação / Imagens: Redes sociais
12/01/2021 16h45

A professora Fátima Toshie Yamada Úbida morreu no final da manhã desta terça-feira (12), em decorrência da covid-19, em Campo Grande. Ela estava internada no Hospital Proncor na Capital.

 

Catequista e intérprete de libras, Fátima precisou de doações de sangue do tipo A+, familiares e amigos chegaram a realizar uma campanha pelas redes sociais.

 

Fátima Yamada era muito conhecida e querida pela comunidade nova-andradinense, ela ministrava aulas catequese na Igreja Católica do São Vicente de Paulo.

 

O ato fúnebre será amanhã das 7h às 10h no velório municipal de Teodoro Sampaio (SP).

 

A Prefeitura Municipal lamenta o ocorrido e se solidariza com familiares e amigos da paciente, e reforça a necessidade da população evitar aglomerações, se manter em isolamento social e adotar os hábitos de higiene pessoal como lavar as mãos com frequência.

 

Dados

Nesta terça-feira (12), a Secretaria Municipal de Saúde de Nova Andradina informa que há 965 casos confirmados da Covid-19, com 77 ativos com a doença. Destes, há o registro de 867 de pessoas recuperadas e 22 óbitos confirmados. No município, há 168 casos suspeitos, sendo 46 aguardando exames laboratoriais e 122 por sintomas gripais, mas não se enquadra nos critérios para exame segundo Nota Técnica de orientação da SES (Secretaria de Estado de Saúde).

 

Desde o início da pandemia 4.883 pessoas foram testadas no município. Na cidade tem 245 pessoas em monitoramento.



Comunicar erro




VEJA MAIS