Especialista lança livro sobre o maior acidente aéreo brasileiro

Silvio Monteiro Jr. coordenou os trabalhos de resgate do voo Air France 447 e agora relata todos os detalhes do ocorrido
Raquel de Souza / Imagens: Raquel de Souza
30/03/2022 10h00
O especialista em busca e salvamento Silvio Monteiro Jr. / Imagens: Raquel de Souza

No início da madrugada de 1º de junho de 2009, o especialista em Busca e Salvamento (SAR), e naquele período chefe da divisão de busca e salvamento da Força Aérea Brasileira (FAB), Silvio Monteiro Jr. recebeu uma mensagem que mudaria sua vida. O avião do voo Air France 447 havia desaparecido dos radares, e a partir daí começaria uma operação que mudou a história da aviação no Brasil e em todo o mundo. É esse processo que ele relata no livro “Voo Air France 447: Desmistificando o maior acidente aéreo brasileiro”, que será lançado nesta quarta-feira (30), a partir das 18 horas, na Sweet Confeitaria.

 

O livro foi escrito com base em documentos, fotos, vídeos e na própria experiência do autor à frente da operação, cuja investigação, até a conclusão final, demorou mais de dois anos, dado o impacto do ocorrido para a aviação. O voo Air France 447, naquele fatídico 1º de junho de 2009, chocou-se contra o Oceano Atlântico em águas pertencentes à jurisdição brasileira, resultando na morte das 228 pessoas que estavam a bordo. “Naquele momento eu já tinha vivenciado mais de 15 anos de acidentes aeronáuticos, mas nada se compararia com a experiência que vivemos nessa operação”, conta Silvio.

 

A FAB realiza cerca de 3.400 operações de busca e salvamento por ano no Brasil, mas são poucas as que chegam ao conhecimento público, normalmente as que envolvem acidentes trágicos ou pessoas notórias. Silvio supervisionou essas operações por 11 anos, de 2004 a 2015, mas foi o voo da Air France que acabou marcando sua trajetória, tanto profissionalmente quanto na vida pessoal. “Fiquei 25 anos trabalhando com busca e salvamento, mas esse evento acabou fazendo parte da minha vida, porque, como foi o maior evento aéreo do Brasil, depois de 2009 todo mundo me perguntava o que tinha acontecido. Esse assunto sempre surgia, e surge até hoje, em reuniões com amigos, familiares e até desconhecidos”, relata o autor.

 

Para ele, essa curiosidade em torno de acidentes aéreos é algo inerente ao ser humano. “Um acidente aéreo é uma quebra muito grande de normalidade, foge muito do esperado, e o que não é esperado causa curiosidade. Além disso, tem muitos fatores envolvendo acidentes aéreos que não têm explicação e desafiam o que é conhecido sobre os procedimentos da aviação”, explica. Silvio destaca também a importância das investigações que sucedem as operações de resgate, pois são elas as responsáveis por evitar novos acidentes. “A investigação do acidente aeronáutico não tem objetivo de estabelecer culpados, e sim de evitar novos acidentes. A característica desse sistema é o que faz a aviação ser tão segura, porque são divulgadas as causas para o mundo inteiro para que não aconteça novamente”, resume.

 

O livro já vendeu mais de 250 exemplares, para todo o Brasil, somente na pré-venda on-line. Ele foi apresentado em evento da área em São Paulo, no início de março, e agora será lançado em Campo Grande, terra que o autor escolheu para viver depois de muitos anos viajando. “Me formei piloto de busca e salvamento aqui e tenho um laço afetivo muito forte com a cidade. Só de estar próximo do Esquadrão Pelicano, uma referência na prestação do serviço de busca e salvamento no País, me sinto em casa”. O despertar para lançar o livro depois de tantos anos veio do período em casa, por conta da pandemia, e da perda de um amigo próximo da FAB, que estava auxiliando na construção da obra, para a Covid-19. O processo de elaboração, com coleta de dados e documentos, durou dois anos.

 

“O Silvio narra os movimentos da operação de busca do Air France 447, que se acidentou no meio do Atlântico, com a propriedade de quem esteve à frente das ações. Achei muito interessante a inserção de QR Codes para acessar conteúdos que seria impossível registrar nas páginas, como vídeos, relatórios, áudios e documentos, um material que completa e enriquece a obra”, comenta Ruy Flemming, que foi comandante da Esquadrilha da Fumaça e possui um longo histórico na aviação civil.

 

Serviço

O livro “Voo Air France 447: Desmistificando o maior acidente aéreo brasileiro”, de autoria de Silvio Monteiro Jr., publicado pela Life Editora, será lançado nesta quarta-feira, dia 30 de março, das 18h às 21h, na Sweet Confeitaria, localizada na R. Catumbi, 159, quase na esquina com a Avenida Eduardo Elias Zahran, em Campo Grande.



Comunicar erro




VEJA MAIS