Sebrae lança espaço interativo que reúne tecnologias voltadas ao Ecoturismo

Localizado em Bonito, espaço é uma das ações do Polo Sebrae de Ecoturismo, que visa a disseminação de conteúdos técnicos sobre a temática

Sebrae


A atividade do Ecoturismo ganhou um espaço único e interativo, que reúne em um só local, as mais recentes tecnologias que permitem uma imersão em diferentes conteúdos sobre a temática. Trata-se do Espaço Interativo do Polo Sebrae de Ecoturismo, lançado, nessa terça-feira (16), em Bonito, com o objetivo de criar experiências e gerar insights sobre o segmento a gestores de projetos voltados ao Ecoturismo de todo Brasil, além de empresários que atuam na área. O espaço fica na Regional Oeste do Sebrae/MS (Rua Cel. Pílad Rebuá, 2480).

As tecnologias disponíveis no local compreendem: Metaverso, realidade virtual, NFT, painéis touchless, sala 270º, ferramenta de inteligência de dados para o segmento, entre outros, que abordam, por exemplo, os principais destinos de ecoturismo do Brasil e do mundo e o histórico do desenvolvimento da atividade no país. As informações encontradas no Espaço Interativo também podem ser aprofundadas no portal do Polo Sebrae de Ecoturismo, principal canal de disseminação de conhecimento da iniciativa.

Durante o lançamento do espaço, foi realizada uma solenidade na Regional Oeste do Sebrae. Na ocasião, o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae/MS e do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni, reforçou a relevância do Polo Sebrae de Ecoturismo e da união de esforços para o turismo de Bonito. “O Polo nasceu com o propósito de difundir conhecimento técnico gerando oportunidades de negócios em todo o país. E, a cidade de Bonito é um exemplo de governança turística reconhecida em nível nacional. O destino alcançou esse patamar a partir da união de esforços entre empresários, setor público e setor produtivo. Nosso objetivo é ter mais um espaço para apoiar cada vez mais o segmento do turismo com um todo”, disse.

Presente na cerimônia, o diretor-superintendente do Sebrae/MS, Claudio Mendonça, também destacou o trabalho histórico do Sebrae junto ao poder público, entidades do Sistema S, setor produtivo, empresários e demais parceiros, que permitiram a profissionalização do turismo em Bonito, tornando o município uma referência internacional. E, neste sentido, o Espaço Interativo dá continuidade à esta atuação conjunta. “O Sebrae está à disposição para este espaço ser utilizado. Todas essas autoridades citadas aqui representam o que o setor empresarial quer que aconteça na ponta, que é ter turista visitando o destino e preservando essa beleza natural”, pontuou Mendonça.

Para o diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur MS), Bruno Wendling, junto ao Espaço Interativo do Polo, agora tem início um novo momento de compartilhar experiências e conhecimentos com outros destinos pelo Brasil. “Agora o Polo se consolida como uma referência de conteúdo. O passo que o Sebrae está dando, com o apoio de diversas instituições, é de suma importância para fortalecer ainda mais a identidade do Polo como o destino líder para os entusiastas do Ecoturismo no país”, enfatizou.

Na data, o prefeito de Bonito, Josmail Rodrigues, que também participou da solenidade, destacou a importância da iniciativa para o município. “Bonito é uma cidade que respira Ecoturismo. E, quando nasce um prédio desses, trata-se de investimento para o futuro da nossa cidade. Quero agradecer ao apoio do Sebrae”, pontuou o líder do executivo.

Junto ao lançamento oficial do Espaço Interativo, foi realizado um tour pelo local, onde o público presente conferiu em primeira mão as diversas tecnologias disponíveis. Participaram deste momento os membros do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae/MS, sendo eles: Edison Araújo, presidente do Sistema Fecomércio, Alfredo Zamlutti, presidente do Sistema Faems; Luiz Cláudio Sabedotti Fornari, vice-presidente regional do Sistema Fiems; Ricardo Senna, secretário executivo de Ciência, Tecnologia e Inovação da Semadesc; Lucas Galvan, superintendente do Senar/MS; Nilson Aparecido dos Santos, vice-presidente do Sistema Faems; a diretoria do Sebrae/MS, além de autoridades de Bonito, como representantes do executivo e legislativo municipal.

Polo Sebrae de Ecoturismo

O Ecoturismo e o Turismo de Natureza constituem oportunidades para o desenvolvimento turístico na maioria dos destinos brasileiros, sendo que os gestores empresariais e do setor público necessitam de orientações que tornar os destinos e negócios mais competitivos e sustentáveis. Neste sentido, o Polo Sebrae de Ecoturismo foi lançado, sendo uma iniciativa do Sebrae/MS para todo o país.

O Polo visa a produção e disseminação de conteúdos para entidades ligadas ao turismo, para que possam compreender e implantar ações de forma prática na sua realidade, contribuindo assim para a construção de bases mais sustentáveis nos destinos turísticos brasileiros. O público-alvo são empreendedores de destinos de Ecoturismo do Brasil; gestores públicos; parceiros institucionais e colaboradores do Sistema Sebrae.

Sebrae e Prefeitura de Bonito firmam parceria

Com o objetivo de capacitar empreendedores do setor turístico, ainda no dia 16, o Sebrae/MS e a Prefeitura de Bonito, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio (Sectur), firmaram parceria para realização do programa “Capacita Bonito”, que prevê diferentes ações para este ano: capacitações para empresas do trade turístico e do comércio local; ações para a Comunidade do Distrito de Águas do Miranda, além de um programa de sustentabilidade com a temática “Bonito Carbono Neutro”.

Para os empresários do turismo e do comércio, estão previstas palestras e oficinas que irão abordar atendimento ao público e como vender melhor. No caso de alguns segmentos, serão realizadas capacitações específicas. Por exemplo, nos empreendimentos ligados à hospedagem, será ministrado o conteúdo “Estratégia e lucratividade hoteleira”. Já na Comunidade Águas do Miranda, o Sebrae levará oficinas de empreendedorismo para apoiar o surgimento de mais negócios: “Visualizando o meu negócio no papel”, “Sei Vender”, “Praticando as obrigações do microempreendedor individual (MEI)”, entre outras.

Por fim, o programa Carbono Neutro foi organizado em três etapas. Na primeira, será realizada consultoria em ESG (ambiental, social e governança) junto às empresas participantes, além da elaboração de um plano de ação voltado à sustentabilidade. Já na segunda fase, serão realizadas mentorias nas temáticas de marketing, abordando ainda a estratégia de marketing sustentável. Na terceira e última etapa, há o investimento no “Cálculo Pegada Ecológica”, que é criado a partir do impacto que a empresa gera ao meio ambiente. Após este trabalho, o empreendimento receberá um selo de sustentabilidade.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!