Semec promove formação docente sobre questões étnico-raciais em Nova Andradina

Capacitação mediada pela Doutora Marcela Ernesto dos Santos, do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul – IFMS, Campus Nova Andradina, aconteceu durante as horas atividades dos professores

Cogecom


Com a implantação da Constituição Federal de 1988, a LDB de 1996 e a lei 10.639/03, o Brasil visa uma mudança radical onde prevalece a democracia com importância nos direitos e deveres do cidadão brasileiro. Neste contexto surge então a falta de um conjunto de ideias que direcione projetos que valorizem a cultura afro-brasileira e africana e como a questão étnico-racial deve ser inserida no ambiente escolar.

Pensando na formação continuada dos professores da rede e na atualização em relação às práticas pedagógicas fundamentais para os dias atuais, a Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura ofereceu na semana passada, entre os dias 15 a 19,  oito encontros formativos, sendo 5 manhãs e 3 tardes. "Momentos de profundas reflexões sobre as questões étnicas raciais no ambiente escolar e fora dele", testemunhou o coordenador pedagógico da secretaria, professor Euzebio de Souza.

Os encontros aconteceram durante as horas atividades dos professores e foram mediados pela Doutora Marcela Ernesto dos Santos, professora do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul – IFMS, Campus Nova Andradina. Euzébio, que acompanhou os trabalhos realizados, agradeceu a professora Marcela e enalteceu seu trabalho. O coordenador pedagógico da SEMEC também defendeu que a educação tem de ser promotora da inclusão, do respeito e da cidadania, especialmente quando se trata da abordagem de questões raciais.

Considerando as perspectivas da formação realizada, quando se trata de questões raciais no campo educacional, a atuação docente vive uma dicotomia entre o avanço em aspectos legais e o conservadorismo em aspectos práticos, tanto para instituições quanto para a prática pedagógica. Segundo Euzébio, sucessivas gerações veem se valendo desse conservadorismo e do silêncio, reproduzindo valores e representações equivocadas.

"A rede municipal de ensino, considerando todas as ações desenvolvidas, essencialmente as formações pedagógicas, está sempre em movimento e constante evolução, pensando prioritariamente no bem-estar e no desenvolvimento de todos os educandos de maneira democrática, formando seus valores, práticas habituais e suas condutas”, considera o coordenador pedagógico da Secretaria.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!