Com tecnologia e técnica, bombeiros de MS extinguem fogo na região do Pantanal

Natalia Yahn, Governo de MS


Com uso de técnicas de combate aos incêndios florestais aliadas a tecnologia, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul conseguiu extinguir o fogo da região de Nabileque, próximo ao Forte Coimbra, no Pantanal. As chamas foram controladas após dois dias de trabalho e agora as equipes fazem o monitoramento da região desde ontem (9), para garantir a segurança da área.

A linha de fogo chegou a atingir aproximadamente 4km de extensão. “No domingo detectamos, pelo geomonitoramento que o fogo foi extinto no território brasileiro. Duas equipes permanecem monitorando e controlando a situação no local”, explicou a tenente-coronel Tatiane Inoue, chefe do CPA (Centro de Proteção Ambiental) do Corpo de Bombeiros - que funciona em Campo Grande.

O incêndio foi identificado na sexta-feira (7) após o CPA receber imagens da região em chamas. “Levantamos informações por meio de geomonitoramento. Imediatamente a equipe foi enviada ao local, por meio de embarcação junto com o Exército, e iniciaram o combate. No sábado (8), mais duas equipes chegaram para reforçar o combate na região”, explicou a tenente-coronel Tatiane.

O subtenente Clodoaldo da Silva, do Corpo de Bombeiros de Corumbá, explicou que uma das técnicas utilizadas ajudou a direcionar o fogo para uma área úmida, o que possibilitou a extinção das chamas.

“Nossa equipe de incêndio florestal efetuou o combate na região e nós verificamos que não tivemos êxito no combate direto. Então, optamos por utilizar a técnica chamada ‘fogo contra fogo’ e conseguimos direcionar a linha de fogo para o rio. Utilizamos a mesma técnica na cabeça do fogo que estava vindo para a região de Forte Coimbra e direcionamos para uma baía. Com imagens de drone verificamos que no momento não há mais focos de incêndios. Manteremos equipe de prontidão”, disse Silva.

O monitoramento da área será realizado por 48 horas, para garantir que não ocorram novos focos. A vigilância deve continuar até amanhã. O alerta das equipes também ocorre porque existem focos de incêndio na Bolívia, próximo da região da fronteira onde o fogo foi extinto.

Treinamento

O Corpo de Bombeiros realizou dois treinamentos recentes das equipes de combate a incêndios florestais. Entre os dias 28 e 30 de junho foi realizada uma ação piloto no Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema localizado no município de Juti, e que se estende por Taquarussu e Naviraí.

A ação reuniu aproximadamente 60 pessoas, entre bombeiros e equipe do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) – por meio do PrevFogo (Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais) e brigadistas –, e UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

O mesmo treinamento ocorreu entre os dias 5 e 7 de julho no Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari. “O local tem características totalmente diferentes da região do parque do Ivinhema, vegetação, vento, umidade, temperatura. Tudo foi mais desfavorável, uma outra experiência. Tivemos que adiar uma vez o início, mas quando o trabalho começou deu tudo certo. Foi um grande aprendizado para ampliarmos no ano que vem”, explicou Leonardo Tostes Palma, gerente de Unidades de Conservação do Imasul.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!