Mato Grosso do Sul é o estado mais premiado no Prêmio Nacional do Turismo 2023

Débora Bordin, Comunicação FundturMS


Com quatro iniciativas, Mato Grosso do Sul foi o Estado com mais conquistas no Prêmio Nacional do Turismo 2023. A entrega dos prêmios aconteceu no último sábado (16) durante o Salão Nacional do Turismo, em Brasília.

O ‘Prêmio Nacional do Turismo 2023: O Turismo Transformando Vidas’ é o reconhecimento de quem faz o turismo brasileiro crescer e fortalecer como um dos segmentos econômicos com maior potencial para geração de emprego e renda no Brasil, bem como para promoção da inclusão social e da sustentabilidade ambiental.

Bruno Wendling, diretor-presidente da FundturMS, exalta o trabalho reconhecido.

“Estamos muito felizes com os prêmios que Mato Grosso do Sul ganhou no Prêmio Nacional do Turismo. Fomos o Estado mais premiado, só a Fundação de Turismo levou dois prêmios e isso representa o reconhecimento do nosso trabalho dos últimos anos. É o reconhecimento da política pública do turismo de MS que hoje, de fato, é referência para o turismo nacional. Fiquei muito feliz com os prêmios de governança, de ‘Bonito Carbono Neutro’, pois são parte das nossas políticas de sustentabilidade que começamos no ano passado e com elas já ganhamos prêmios importantes. Isso concretiza um trabalho de quase sete anos, de muita consistência, responsabilidade, inovação e, claro, de muita entrega para o Estado”.

Confira as quatro iniciativas premiadas de Mato Grosso do Sul, em três categorias:

“Governança e Gestão do Turismo” - O 1º lugar ficou com a Fundação de Turismo do Mato Grosso do Sul, responsável pelo projeto “Apoio e Profissionalização das Instâncias de Governança Regional (IGRs) do Estado”. Por meio da ação, relacionada ao Programa de Regionalização do Turismo do MTur, houve a contratação de consultoria para consolidar e formalizar as IGRs sul-mato-grossenses.

“Turismo Sustentável e Ações de Mitigação e Adaptação às Mudanças Climáticas” - O 2º lugar foi alcançado pela Fundação de Turismo do Mato Grosso do Sul, com o projeto “Bonito-MS: 1º destino de Ecoturismo Carbono Neutro do Mundo”, reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU), enquanto o 3º ficou com a Estância Mimosa, também de Bonito, 1º atrativo turístico do planeta a receber a certificação Climate Positive da organização internacional Green Iniciative.

“Valorização do Patrimônio Natural no Turismo” - O “Empreendimentos Turísticos Buraco das Araras”, por sua vez, conquistou o 3º lugar, por proporcionar trilhas para a contemplação da fauna e da flora locais em uma Reserva Particular do Patrimônio Natural.

Além do reconhecimento, pretende-se fazer com que tais iniciativas sirvam de inspiração para que outros atores do setor adotem ações para melhorar as condições do turismo em seus territórios.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!