Brasileiro envolvido em morte de homens achados em cova rasa é preso

Os quatro corpos foram encontradas na quinta-feira e dois deles são sobrinhos de Fahd Jamil
Campo Grande News / Imagens: Divulgação
28/11/2020 18h17

Flávio Arruda Guilherme, de 31 anos, foi preso na tarde deste sábado (28) em Pedro Juan Caballero. Durante as investigações sobre as execuções dos quatro homens encontrados enterrados em uma cova rasa na zona rural da cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã.

 

Leia também

|''Fraco'', polícia paraguaia aposta que Fahd Jamil será ''retirado de mercado''

|Integrantes do PCC são presos após chacina com 4 mortos na fronteira

|Vingança ou PCC: ''Guerra'' na fronteira de MS pode estar ligada à briga ou queda no poder

|PCC sequestra 6 e reinicia guerra pelo controle do tráfico na fronteira com Paraguai em MS

 

De acordo com o “Ponta Porã News”, Flávio estava em uma residência no Jardim Aurora e no porta malas do Jeep/Renegade dele foram encontrados um fuzil AK 47, vários carregadores, uma pistola Glock e dezenas de munições para ambas as armas.

 

Flávio é suspeito de ter ligações com o rapto e assassinato dos quatro homens, entre eles dois sobrinhos de Fahd Jamil, encontrados em uma cova rasa na zona rural da cidade vizinha a Ponta Porã e também em um atentado no dia 23 de novembro, onde morreram duas pessoas.

 

Ainda conforme o site da fronteira, ambos os crimes estão sendo investigados e são atribuídos ao PCC (Primeiro Comando da Capital), que atua na área de fronteira.



Comunicar erro




VEJA MAIS