Ataque de ''justiceiro'' deixou dois mortos e dois feridos na fronteira

Da Redação / Imagens: Redes sociais
27/07/2021 08h30
O casal foi morto no ataque / Imagens: Redes sociais

Um casal foi morto a tiros enquanto comemorava aniversário em uma choperia, na noite desta segunda-feira (26), em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã. Paraguaio, natural de Capitán Bado, Luís Mateo Martínez Armoa, de 21 anos, morreu no local.

 

Mateo estava comemorando o aniversário da sua namorada, Anabel Centurion Mancuelo, que completou 22 anos, nesta segunda-feira (26). Ela chegou a ser encaminhada para o Hospital San Lucas, naquela cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

 

Mais duas pessoas ficaram feridas, uma adolescente, de 16 anos, teve um ferimento na cintura e um jovem, de 21 anos, foi atingido na perna.

 

Luiz Mateo, conhecido como Matheus Elefante, estaria jurado de morte pelo auto denominado “justiceiro da fronteira”. Com um grupo de amigos o casal comemorava o aniversário, quando foram surpreendidos por homens armados em uma caminhonete Toyota/Hilux. Mais de 40 cascas balas de diversos calibres foram encontrados no local pelos peritos.

 

Matheus Elefante era procurado pela Justiça do Paraguai e tinha ordem de prisão. No dia 17 de julho, em uma página do Facebook, ele foi ameaçado pelo “Justiciero Frontera”. “Esse cara rouba telefone vamos achar e cortar as mãos todo dia ta assaltando... aviso justiciero da frontera (SIC).

Bilhete deixado pelos pistoleiros - Foto: Divulgação

Um bilhete foi deixado embaixo da cabeça de Elefante, onde o grupo assume a autoria do ataque. “X favor no robar. Ass: justiceiro de la frontera”, foi a mensagem.

 

A Polícia Nacional do Paraguai já investiga o caso e vai requisitar câmeras de circuito de segurança existentes nas proximidades para tentar esclarecer o crime. Com informações do Ponta Porã News



Comunicar erro




VEJA MAIS