PMA desmonta acampamento e apreende madeira retirada de área protegida em Ponta Porã

Os infratores responderão por crime ambiental, com pena prevista de seis a um ano de detenção e também serão multados
Luis Gustavo, Da Redação / Imagens: PMA/Divulgação
20/05/2022 18h00
Local onde a madeira era retirada ilegalmente / Imagens: PMA/Divulgação

Depois de receberem denúncias de que criminosos estariam explorando madeira da área protegida de reserva legal coletiva do Assentamento Itamarati, no município de Ponta Porã, policiais da PMA (Polícia Militar Ambiental) de Dourados realizaram fiscalização ambiental, ontem (19), e apreenderam madeira dentro da mata da reserva florestal do Assentamento.

 

Os policiais foram ao local e adentraram a vegetação, onde encontraram várias árvores derrubadas da espécie ipê e outras em vários pontos diferentes, que estavam sendo exploradas recentemente, na área protegida de reserva legal coletiva do Assentamento.

 

A madeira proveniente das árvores cortadas estava sendo beneficiada e grande parte já havia sido retirada e os Policiais encontraram apenas algumas toras, que também seriam beneficiadas. A madeira foi apreendida.

 

A PMA suspeita que os infratores tenham sido avisados via telefone da chegada da equipe no Assentamento tenham abandonado o material explorado, pois os sinais da exploração eram recentes, inclusive, em um dos pontos havia um acampamento com barraca e uma rede de dormir.

 

O acampamento foi desmontado e a equipe fez diligências, porém, não encontrou os criminosos e nem a madeira retirada. Se localizados, os infratores responderão por crime ambiental, com pena prevista de seis a um ano de detenção e também serão multados.



Comunicar erro




VEJA MAIS