''Minotauro'' é procurado na fronteira pelos assassinatos de Wescley e Rafaat

Conhecido pelo apelido de ‘Minotauro’, ele é suspeito de envolvimento na morte do também traficante, Jorge Rafaat

Da Redação


Foragido e procurado da Justiça brasileira, um jornal exibido pela televisão paraguaia noticiou ontem (21), que o traficante Sérgio de Arruda Quintiliano Neto, o ‘Minotauro’, é suspeito de envolvimento na morte do policial civil, Wescley Vasconcelos, no último dia 6, em Ponta Porã.

Leia também

>> Tensão na fronteira faz polícia desencadear operação na região

>> Membros do PCC presos no Paraguai são deportados para o Brasil

>> Após ataque a policiais Senad apreende quase 7 toneladas de droga

>> Após morte de agente e ameaças do PCC, polícia quer ''fronteira fechada''

>> Policial civil é executado a tiros em Ponta Porã

 

Conforme a publicação, ele também estaria envolvido na execução do narcotraficante, Jorge Rafaat, em junho de 2016 na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero.

A polícia brasileira procura por Sérgio desde 2012, segundo a TV.

Ele é acusado de praticar crimes em solo brasileiro como tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e participação com o Primeiro Comando da Capital (PCC), em Pedro Juan Caballero.

Investigações da polícia paraguaia e brasileira descobriram que a identidade usada pelo procurado era Celso Matos Espíndola; segundo a reportagem da televisão, o documento foi emitido em 2017.

Esse teria sido o motivo que levou a morte do policial civil. O assassinato teria ocorrido depois do traficante descobrir que ‘Minotauro’ se esconde no Paraguai e usa outro nome.

Em relação à morte de Jorge Rafaat, o que pode ter motivado o crime é a disputa pelo domínio do tráfico de drogas na fronteira seca entre Ponta Porã, Pedro Juan Caballero e Capitán Bado. As informações são do Dourados News

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!