Foragido da Justiça, ''Ninja das Podas'' é preso com quase 100 kg de maconha

Ele é acusado de matar um caminhoneiro em 2017 em Nova Andradina
Da Redação / Imagens: Arquivo/Jornal da Nova
03/09/2020 13h09
Marciliano Souto da Silva, de 37 anos, conhecido como “Ninja das Podas” / Imagens: Arquivo/Jornal da Nova

Marciliano Souto da Silva, de 37 anos, conhecido como “Ninja das Podas”, foragido da Justiça por ter assassinado o motorista Paulo Ribeiro da Silva, de 49 anos, mais conhecido como “QRA Baiano”, em 18 de novembro de 2017, em Nova Andradina, foi preso pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) em Paraíso das Águas, região Norte do Estado de Mato Grosso do Sul.

 

Leia também

|Acusado de matar carreteiro se apresenta com advogado na Delegacia de Nova Andradina

|Carreteiro de Nova Andradina morre com tiro na cabeça durante desentendimento

 

A equipe policial fiscalizava no km 60 da BR-060, quando abordou um caminhão Mercedes Benz/Actros, acoplado a um semirreboque, com placas de Campo Grande. Após checagem, os policiais descobriram que o condutor Marciliano Souto da Silva, possuía um mandado de prisão pendente, pelo crime de homicídio.

 

Em vistoria a cabine do caminhão, foram encontrados 132 tabletes de maconha, totalizando 99,15 quilos da substância.

 

O suspeito relatou ter recebido a quantia de R$ 500 para levar o ilícito de Campo Grande para Goiânia (GO). Ele foi encaminhado à Polícia Civil em Paraíso da Águas, juntamente com os veículos e a droga.

Ele foi preso com quase 100 quilos de maconha - Foto: PRF/Divulgação

“Ninja das Podas” está preso na cadeia de Cassilândia e deve ser recambiado para o presídio de Nova Andradina, onde aguardará o julgamento preso.

 

Na época, Marciliano confessou o crime e alegou ter efetuado três disparos de arma de fogo contra a vítima, sendo um fatal, que acertou na altura da cabeça.

 

O acusado relatou ter sido agredido pela vítima e pelos filhos dela, que ainda o provocaram, enquanto ele estava com o pneu do seu veículo furado, uma caminhonete Ford/F-250. Ele se revoltou e veio a cometer o crime.

Local onde ocorreu o crime em Nova Andradina - Foto: Arquivo/Luis Gustavo/Jornal da Nova



Comunicar erro




VEJA MAIS