Polícia Civil prende advogado suspeito de participação no assassinato de Fernanda Ribeiro

Ação policial aconteceu na manhã deste domingo (2), na residência do acusado
Da Redação / Imagens: Jornal da Nova
02/05/2021 12h28
Momento em que o advogado foi preso / Imagens: Jornal da Nova

Investigadores da Polícia Civil das Delegacias de Batayporã e Nova Andradina prenderam, na manhã deste domingo (2), o advogado Alexandre França Pessoa, de 42 anos, temporariamente suspeito de participação no assassinato de Fernanda Daniele de Paula Ribeiro dos Santos, de 36 anos, morta de forma cruel no cascalho da MS-276, trecho que liga Nova Andradina a Batayporã, entre a noite de quarta-feira (28) e quinta-feira (29).

 

Leia também

|Polícia Civil faz buscas na residência de advogado em Nova Andradina

|De 10 depoimentos, delegado disse que já tem alguns suspeitos de participarem do assassinato de Fernanda Ribeiro

|Advogado presta depoimento na Delegacia em Batayporã

|Delegado de Batayporã está ouvindo várias testemunhas sobre a morte de Fernanda Ribeiro

|Corpo encontrado degolado em Batayporã é de moradora em Nova Andradina

|Corpo de mulher degolada é encontrado no cascalho que liga Nova Andradina a Batayporã 

 

O advogado foi preso em sua residência localizada a rua Deocelino José Ponez, no Jardim Imperial, ele não resistiu à prisão. A detenção foi acompanhada pelo vice-presidente da 7ª Subseção OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) Stenio Ferreira Parron.

 

De acordo com o delegado titular da Delegacia de Batayporã, município onde ocorreu o crime, Filipe Davanso Mendonça disse que a prisão é temporária de 30 dias. Ele vai falar com a imprensa no período da tarde.

 

Alexandre Pessoa realizou na noite deste sábado (1º), exame de corpo de delito e tinha prestado esclarecimentos à polícia na sexta-feira (30), em Batayporã.

 

Naquele mesmo dia, o delegado Davanso disse ao Jornal da Nova que após colher 10 depoimentos, já tinha alguns suspeitos de participação no crime. Até o momento, apenas Alexandre foi detido.

 

Ontem, a Polícia Civil realizou uma busca e apreensão em sua residência, onde foram apreendidos diversos objetos, um aparelho celular e o veículo do advogado, todo o material passou por perícia.

 

O Jornal da Nova apurou que existe bastante conteúdo no celular de Alexandre que vão auxiliar nas investigações, bem como num notebook apreendido na residência de Fernanda Ribeiro.

 

A operação hoje foi desencadeada pelas duas Delegacias com investigadores das duas unidades e três delegados, além de Davanso, participou o delegado Guilherme Scucuglia Cezar da SIG (Seção de Investigações Gerais) e o delegado Caio Leonardo Bicalho Martins, ambos da 1ª Delegacia em Nova Andradina.



Galeria de Imagens / Imagens: Jornal da Nova



Comunicar erro




VEJA MAIS