Advogado suspeito de assassinato tem alta em Dourados e retorna para Delegacia em Nova Andradina

Alexandre França Pessoa, de 42 anos, estava internado desde domingo (2), quando foi preso e passou mal
Da Redação
05/05/2021 20h34

O advogado Alexandre França Pessoa, de 42 anos, suspeito de cometer crime de assassinato contra Fernanda Daniele de Paula Ribeiro dos Santos, de 36 anos, teve alta nesta quarta-feira (5), do Hospital Cassems em Dourados, para onde ele foi transferido na tarde da última segunda-feira (3). Ele veio direto para a Delegacia de Polícia Civil, em Nova Andradina, escoltado pela Polícia Militar do 8º Batalhão.

 

Leia também

|Advogado que passou a noite internado na Cassems é transferido para Dourados

|Advogado passa a noite internado na Cassems e aguarda vaga para transferência

|Advogado suspeito de assassinar Fernanda Ribeiro passa mal e é internado na Cassems em Nova Andradina

|Polícia Civil prende advogado suspeito de participação no assassinato de Fernanda Ribeiro

|Polícia Civil faz buscas na residência de advogado em Nova Andradina

|De 10 depoimentos, delegado disse que já tem alguns suspeitos de participarem do assassinato de Fernanda Ribeiro

|Advogado presta depoimento na Delegacia em Batayporã

|Delegado de Batayporã está ouvindo várias testemunhas sobre a morte de Fernanda Ribeiro

|Corpo encontrado degolado em Batayporã é de moradora em Nova Andradina

|Corpo de mulher degolada é encontrado no cascalho que liga Nova Andradina a Batayporã 

 

Alexandre passou mal logo após ser preso preventivamente no último domingo (2), por equipes da Polícia Civil de Batayporã e agentes da SIG (Seção de Investigações Gerais) da 1ª Delegacia em Nova Andradina, que apoia nas investigações sobre o desvendamento do assassinato. Naquele domingo, ele foi socorrido por equipe do Samu 192 até ao Hospital Cassems.

 

O advogado foi removido para Dourados, por solicitação médica, com finalidade de realizar exames mais complexos, compreendendo a parte cardíaca.

 

De acordo com a polícia, Alexandre é o principal suspeito do assassinato de Fernanda Ribeiro, encontrada morta no cascalho da MS-276, trecho que liga Nova Andradina a Batayporã, na noite da última quarta-feira (28).

 

Ao descer da viatura, o Jornal da Nova perguntou ao advogado se ele tinha algo para declarar, disse apenas que vai provar sua inocência e desejou bom trabalho para a imprensa.

 

Já o delegado titular de Batayporã, Filipe Davanso Mendonça, que preside as investigações, oficialmente foram ouvidas 16 pessoas e extraoficial umas 30. As equipes de investigações gerais das duas delegacias trabalham dia e noite para elucidar o crime.

 

Outra frente de trabalho é da Perícia Criminal e Papiloscópica que realizam as perícias e fecham os laudos para serem emitidos ao Inquérito Policial.

 Alexandre foi encaminhado para uma das celas da Delegacia de Polícia - Foto: Jornal da Nova

Já a 7ª Subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) está trabalhando para transferir Alexandre Pessoa para uma cela especial, em Campo Grande. É prerrogativa dos profissionais da advocacia o recolhimento em sala de Estado-Maior até o trânsito em julgado de eventual sentença condenatória em que forem detidos em flagrante ou mediante ordem judicial.



Comunicar erro




VEJA MAIS